Para quem gosta de música sem preconceitos - el Cabong

Resistente, Feira Noise completa 10 anos; veja programação

Com programação diversa, Festival Feira Noise vence adversidades e chega a sua 9ª edição com mais de 30 shows entre 22 e 24 de novembro.

O Festival Feira Noise, em Feira de Santana, quase não acontece em 2019. Sem patrocínio, com dificuldades, sem um local para os shows, por pouco a comemoração de dez anos deixa de ser realizada. Superados os desafios, no entanto, o festival conseguiu criar uma programação bastante interessante, cheia de novidades e também com atrações de peso, da Bahia e de outros estados. Entre os destaques estão nomes conhecidos como Francisco el Hombre, Larissa Luz, Vivendo do Ócio, Selvagens à Procura de Lei, Giovani Cidreira e Supercombo. Mas é também oportunidade de conhecer coisas bem novas entre os mais de 30 shows programados. O festival acontece de 22 a 24 de novembro, na Aria Hall.

Veja também:

A hora e a vez dos festivais no interior da Bahia, vários eventos divulgam suas programações.

Já estava claro que 2019 seria um ano difícil no país, especialmente para quem trabalha com cultura. Imaginem numa cidade do interior no Nordeste. O Feira Noise sentiu o baque e, assim como aconteceu com o festival Suíça Baiana, em Vitória da Conquista, e o Festival de Inverno de Lençóis, por pouco não teve sua edição deste ano cancelada. “A gente começou 2019 pensando em não fazer o festival, não só pelas dificuldades enfrentadas em 2018, mas iniciava um ano que a gente já sabia que seria difícil pra cultura, como realmente tem sido”, explica o produtor do Noise, Joison Santos.  

Para piorar o clima generalizado de paralisia, o festival estava sem local para acontecer. Isto porque o Centro de Cultura Amélio Amorim, onde aconteceu nos últimos anos, estava inviável. “O que mudou é que a mobilização que o público do festival vinha fazendo nas redes sociais, bem como diversos parceiros que se aproximaram do festival e foram se envolvendo e apresentando alternativas, foram nos contagiando e nos dando coragem para encarar a realização dessa edição”, conta Joison.

A partir de um diálogo com o Aria Hall, é uma das principais casas de show de Feira de Santa, as coisas tomaram outro rumo. “Eles abraçaram o festival e tem nos apoiado. Assim como as diversas pessoas e artistas que tem nos ajudado a construir essa edição. Sempre fomos um festival independente, colaborativo, e que envolve muita gente. É isso que é o mecanismo principal que viabiliza o evento, as pessoas que se dedicam junto conosco para que o Feira Noise aconteça”. Deu certo.

Programação:

Dia 22.11
Supercombo | Babi Jaques e Lasserre | Vandal | O Grilo | Isa Roth | Clube de Patifes | Gloria | A vez das Minas

Dia 23.11
Francisco el Hombre | Vivendo do Ócio | Àiyê | Barro | Black Pantera | Getúlio Abelha | Dingo Bells | Casapronta | Iorigun | Meus Amigos Estão Velhos | Tangolo Mangos | Calafrio | Rádio Livre | Sergio Magno

Dia 24.11
Larissa Luz | Selvagens à Procura de Lei | Zimbra | Colibri | Giovani Cidreira | A Cor | Roça Sound | Rádio Livre | Potyguara Bardo | Juli | Sofie Jell | Sons de Mercúrio

Cena local em destaque

Mais uma vez, a cena musical de Feira de Santana ganha destaque na programação, com a presença de veteranos e novos de estilos bem variados. Segundo Joilson, a edição de 10 anos do Feira Noise é uma grande celebração da música, da existência do festival, do cenário independente brasileiro e, principalmente, da produção de Feira de Santana. “É uma cena que não para de crescer e ver surgir novos trabalhos, novos artistas e que se qualifica e se fortalece cada vez mais”.

Ele tem toda razão. A começar pelo rock local, com nomes como Iorigun, Calafrio e Sofie Jell à frente, todos eles confirmados no evento.  Mas tem muito mais, desde o blues da Clube de Patifes até as sonoridades jamaicanas do Roça Sound. Além do pop nordestino da Sons de Mercúrio, o rap do grupo feminino A Vez das Minas, o rock, folk e o blues do Casapronta. Tem ainda o reggae da banda A Cor, o coletivo de DJs Rádio Livre e as variações pop de Isa Roth, Sergio Magno e Juli.

Feita Noise Festival 2019

Francisco el Hombre, Vandal, Meus Amigos estão Velhos, Vivendo do Ócio, Roça Sound, Selvagens à Procura de Lei, Iorigun, Potyguara Bardo, Barri e Larissa Luz são algumas das atrações do Feira Noise 2019.

Diversidade

Mesmo apostando na diversidade, o Feira Noise acaba fazendo o melhor  apanhado da cena roqueira baiana atual. Se ainda não é tão conhecido, o novo rock baiano vem crescendo e a todo tempo mostrando novidades, tanto em nomes quanto em sonoridades dentro do próprio rock. É isso que aparece na programação do festival com bandas como Vivendo do Ócio, Iorigun, Meus Amigos Estão Velhos, Tangolo Mangos, Calafrio, Colibri e Sofie Jell. 

A cena baiana, porém, está presente também com vários outros estilos. Nesta edição, fez falta o costumeiro apanhado de artistas de outras cidades do interior do estado no festival. Mas, além de todos os nomes de Feira, a capital aparece com uma diversidade que passa pelo rap de Vandal, o pop experimental de Giovani Cidreira e o afrofuturismo de Larissa Luz.

De fora do estado, destaque para alguns artistas nordestinos. Entre eles estão os pernambucanos Barro e Babi Jaques e Lasserre;  Selvagens à Procura de Lei e Getúlio Abelha, do Ceará, e Potyguara Bardo, do Rio Grande do Norte. A programação tem ainda nomes nacionais de peso, em especial os paulistas da Francisco el Hombre. Tem ainda os mineiros da Black Pantera, os capixabas da Supercombo (ES) e os gaúchos da Dingo Bells. Além da Zimbra, de Santos, o projeto de experimentações sonoras Àiyê, de Larissa Conforto (ex-Ventre), o metalcore e post-hardcore da banda Gloria e a mistura de MPB, pop e rock do grupo O Grilo. Mesmo com todas as dificuldades, o Feira Noise conseguiu montar uma programação pouco óbvia e muito interessante. Agora é conferir de perto.

Veja e ouça algumas das atrações:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 Comments

  1. Pingback: Fervura Feira Noise traz protagonismo feminino para o palco do Johnnie Club - Agenda Cultural

  2. Pingback: Fervura Feira Noise traz protagonismo feminino para o palco do Johnnie Club – Bahia Social

  3. Pingback: Festival Metamorfose chega a 2ª edição com foco nas novidades | » Para quem gosta de música sem preconceitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Log in