Para quem gosta de música sem preconceitos - el Cabong

Os melhores discos baianos de 2018

A produção musical da Bahia contemporânea ganhou nos últimos anos, finalmente, a atenção merecida. Como já temos falado aqui no el Cabong há algum tempo que um grande número de artistas vêm mostrando trabalhos criativos e consistentes. Uma cena que se consolida nos palcos, mas também com um lançamento constante de discos. Em 2018, foram mais de 200 produzidos só na Bahia, dos estilos e formatos os mais diversos e vindo de várias partes do estado. (confira aqui)

Para tentar filtrar um pouco dessa produção, convidamos diversos jornalistas, radialistas e blogueiros de vários veículos, de Salvador e de cidades do interior do estado. Dentre vários convidados, 19 deles responderam com suas listas dos dez discos baianos que mais chamaram atenção em 2018. Como resultado das listas individuais chegamos a uma votação com 75 obras, que dá uma boa medida da diversidade e qualidade da produção musical baiana.

Veja também:


– Os melhores discos brasileiros de 2018.
– Os 20 filmes sobre música que você deveria ter visto em 2018.
– Votação popular escolhe os melhores discos baianos de 2018.

Sem uma unanimidade, entre os mais de 200 lançamentos, 75 discos receberam ao menos um voto e com exceção do primeiro e segundo lugar, todas as outras posições tiveram ao menos dois discos empatados. Chama atenção também o grande número de EPs e estreias, trabalhos de artistas e projetos bastante novos, como é o caso do primeiro disco da carreira solo do cantor e compositor Ronei Jorge.

Também aparecem com estreias a cantora Illy, o multi-instrumentista Thiago Trad, o rapper Hiran e o projeto Bayo, este com um EP. O formato com poucas faixas, conciso e mais direto, vem ganhando força e se destacou com vários votos na lista final. Além de ‘Peixe’ de Bayo, estão entre os mais votados os trabalhos do Duo B.A.V.I., do músico Jotaerre, da banda Iorigun e do coletivo TrapFunk & Alívio. Todos eles nomes bastante novos e com trabalhos muito interessantes, revelando os caminhos que a música baiana deve tomar nos próximos anos.

Juntam-se a eles ainda novos álbuns de alguns nomes mais estabelecidos no cenário nacional, como a cantora Josyara, Baco Exu do Blues e o ÀttooxxÁ, ambos com seus segundos discos. Menos conhecido, mas também com seu segundo trabalho e confirmando a força também no rock no estado, aparece ‘Somatic’, da banda Rosa Idiota. Entre tantas novidades, tivemos ainda alguns dois artistas veteranos, os ícones Gilberto Gil e Caetano Veloso. Veja abaixo como ficou a lista final, conheça os trabalhos e veja como cada um dos convidados votou.

Ronei Jorge Entrevista Discos Baianos 2018
‘ENTREVISTA’ – RONEI JORGE – 14 votos

Veterano no cenário do rock baiano, Ronei Jorge já passou por diversas bandas, criou um projeto eletrônico-experimental com suas canções e, em 2018, chegou a seu primeiro e tardio disco solo. Compositor de mão cheia, Ronei foge dos caminhos mais óbvios da atualidade. Ao invés de textos diretos, apresenta camadas de lirismo e leituras subjetivas. No lugar de um caminho pop simplório, traz um trabalho com harmonias vocais, cuidadosos arranjos e uma postura estética arrojada. Com produção de Pedro Sá, o disco traz um compositor mais maduro, com canções explorando outros caminhos e uma sonoridade que passeia pela música brasileira de diversos períodos e origens, entre tradições e atualidade, sem se prender a gêneros. Um discaço para ser absorvido, sem pressa. (Leia entrevista de Ronei Jorge sobre o disco)

Josyara Mansa Fúria‘MANSA FÚRIA’ – JOSYARA – 13 votos

O violão e a voz já bastavam para Josyara se mostrar uma grande artista. Cheia de personalidade, ela desfila nesse seu segundo disco uma série de composições que tratam das realidades pessoais e sociais a sua volta. Elas ganham ainda mais vigor com a produção de Junix, que extrai o melhor da artista juazeirense e insere uma camada bem dosada de eletrônica. O resultado é um bem azeitado encontro entre a atmosfera do sertão baiano, as vivências junto às águas do litoral e um toque mais urbano. (Leia Faixa a Faixa com Josyara de ‘Mansa Fúria’)

Discos Baianos 2018 Gilberto Gil Duo BAVI‘OK OK OK’ – GILBERTO GIL / ‘QUE ONDA É ESSA?’ – DUO B.A.V.I. – 8 votos

Em julho, o mestre Gilberto Gil reapareceu com uma música e clipe novos de fazer lágrimas caírem do rosto. A linda canção era prévia do disco lançado logo em seguida, que mostrou que o veterano artista baiano ainda tem lenha para queimar e muito a dizer. Mas a Bahia tem também boas novidades surgindo. O Duo B.A.V.I., projeto formado por Anderson Petti e João Almy, já vinha chamando atenção e se consolidou com este novo EP. Nele misturam samba chula, groove arrastado e arrocha de forma experimental munidos apenas de berimbau, violão 7 cordas e vocais, e repletos  também de programações, samples e efeitos.

Discos Baianos 2018 Jotaerre Baco Exu do Blues‘CHORA VIOLLA 2’ – JOTAERRE / ‘BLUESMAN’ – BACO EXU DO BLUES – 7 votos

Músico da banda Psirico, o guitarrista, multi-instrumentista e compositor Jotaerre soltou o segundo trabalho onde pesquisa e experimenta a sonoridade da viola portuguesa, que deu origem a viola caipira. Em ‘ChoraViolla II’, remonta a Invasão Holandesa à Bahia, o músico mistura a linguagem do pagode com a viola caipira, além de do rock, hip hop e música eletrônica, tudo a base de batidas eletrônicas e guitarras. Depois de uma excelente estreia, as expectativas para o segundo trabalho de Baco Exu do Blues eram enormes. Baco preferiu alargar os horizontes e fez um disco de que vai além do rap tradicional. Com uma produção caprichada, se aprofunda em outras sonoridades e solta um discurso forte alternado dores, críticas, desilusões e amores. Como ele mesmo gosta de dizer: blues sem guitarra, gaita…

 

Discos Baianos 2018 Iorigun Attoxxa
‘LUVBOX’ – ÀTTOOXXÁ / ‘SKIN’ – IORIGUN – 6 votos

Em pouco tempo o ÀttooxxÁ saiu das pequenas festas no Rio Vermelho para emplacar hit no Carnaval (mesmo que através do Psirico) e rodar o Brasil com seu pagodão eletrônico. Nesse segundo álbum de uma trilogia, o grupo foca nas composições do vocalista Raoni Knalha, com uma pegada mais pop e romântica que se aproxima do pagode paulista dos anos 90. Não se tem dado tanta atenção na nova cena musical da Bahia para o tradicional rock produzido no estado. Vários novos e interessantes nomes têm surgido nos últimos anos. Entre os destaques está a banda de Feira de Santana Iorigun, que repetiu a qualidade do trabalho anterior e lançou um ótimo segundo EP em 2018. Cantando inglês, traz canções com cheiro de hits, encharcadas de guitarras e com uma atmosfera oitentista, na melhor escola pós-punk, indie rock e lofi.

Discos Baianos 2018 Thiago Trad Illy
‘MOSCOTE’- THIAGO TRAD / ‘VOO LONGE’ – ILLY – 5 votos

Músico paulista ativo no cenário baiano, Thiago Trad apresentou em 2018 seu primeiro disco solo. Percussionista, compositor e multi-instrumentista, Trad faz uma música imagética, com foco em percussão, piano, timbres e texturas, melodias minimalistas e harmonias modais. Baiana residente no Rio de Janeiro, Illy tem chamado atenção pela capacidade de escolher bem seu repertório e pelo modo como interpreta e dá vida a velhas e novas canções. Em seu primeiro disco, ela já apresenta dois trunfos de grandes nomes de nossa música.

Discos Baianos 2018 Vandal Bayo Hiran Caetano Rosa Idiota‘PEIXE’ – BAYO / ‘BOTA KÁRA’ – TRAPFUNK&ALÍVIO / ‘TEM MANA NO RAP’ – HIRAN / ‘SOMATIC’- ROSA IDIOTA / ‘OFERTÓRIO’ – CAETANO VELOSO, MORENO, TOM E ZECA – 4 votos

O sétimo lugar traz cinco discos empatados, boa parte deles de novidades bem quentes da música baiana e de estilos bem diferentes. São eles, as estreias do projeto Bayo e do rapper Hiran, e os segundos trabalhos do coletivo TrapFunk & Alívio e da banda Rosa Idiota. Completa a lista do registro ao vivo e familiar de Caetano Veloso com seus filhos Moreno, Tom e Zeca.

(ouça ‘Peixe’), (ouça ‘Bota Kára’), (ouça ‘Tem Mana no Rap’), (ouça ‘Somatic’) e (ouça ‘Ofertório’)

Como votou cada um dos eleitores:

  • Ana Paula Marques (Revista Gambiarra/ Revista Mega VCA)
    Luvbox – Attoxxa
    Intera – Balaio
    Caatincore Iracemático – Dona Iracema
    O Segredo do Jogo – Supremo
    Pólvora – TR MC
    Repertiro – Wubeko
    Há Vida em Marte – Há Vida em Marte
    Skin -Iorigun
    Tem Mana no Rap – Hiran
    Entrevista – Ronei Jorge
  • Chico Castro Jr (Jornal A Tarde/ blog Rock Loco)
    Entrevista – Ronei Jorge
    A Vida Boa Que Tem os Dias Que Brincam Leves – Maria Bacana
    Nada Novo – Alex Pochat
    Cravo Negro ’92 – Cravo Negro
    Mansa Fúria – Josyara
    Atitude – Eduardo Scott
    Agogô – Ivan Motosserra
    Somatic – Rosa Idiota
    Sombras e Luzes – Declinium:
    Skin – Iorigun
  • Daniel Oliveira (Revista Muito – Jornal A Tarde)
    Mansa Fúria – Josyara
    Entrevista – Ronei Jorge
    Bluesman – Baco Exu do Blues
    Peixe (EP) – Bayo
    Reina (EP) – Ian Cardoso
    Ofertório – Caetano, Moreno, Zeca e Tom Veloso
    Que onda é essa? (EP) – Duo B.a.v.i –
    A Pele do Futuro – Gal Costa
    Moscote – Thiago Trad
    Tecido (EP) – Bagum
  • Daniela Souza (Educadora FM)
    Entrevista – Ronei Jorge
    Ok, Ok, Ok – Gil
    A Pelo do Futuro – Gal
    De Santo Amaro a Xerém – Maria Bethânia
    Ofertório – Caetano Veloso
    Amanhã vai ser verão – Rosa Passos
    Reina – Ian Cardoso
    Mansa Fúria – Josyara
    Voo Longe – Illy
    Cavaquinho – Messias Brito
    Que onda é essa – Duo B.A.V.I
  • Danilo Cruz (Oganpazan)
    Luvbox – Attooxxa
    Resíduos – Underismos
    Mansa Fúria – Josyara
    Nada de novo sob o sol – Trevo
    Choraviola II – Jotaerre
    Agogô – Ivan Motoserra Surf & Trash
    ExoEsqueleto – ExoEsqueleto
    Tecido – Bagum
    Somatic – Rosa Idiota
    Still On The Road – Buster
  • Elsimar Pondé (Rádio Globo FM Feira e Transamérica Hits)
    Entroncamento Fêra Clube – Bel da Bonita
    Alegria – Tito Pereira
    Bluesman – Baco Exu do Blues
    Valsas Morenas – Livia Milena
    Beauty Lies In The Eyes – Sofie Jell
    Skin – Iorigun
    Parque De Repressões – Stephen Ulrich Band
    Que Onda é Essa? * – Duo B.A.V.I.
    Voo Longe – Illy
    Intera – Balaio
  • Fernando Gomes (VICE/Noisey)
    O Grotesco e o Desespero – Aphorism
    Luvbox – Attooxxa
    Tecido – Bagum
    Creation & Foundation – Dr Drumah
    OK OK OK – Gilberto Gil
    Mansa Fúria – Josyara
    Choraviola II – Jotaerre
    Nada de Novo Sob o Sol – Trevo
    EP Resíduos – Underismo
    Andamento – Zuhri
  • Gabriel Soares (Rap 071)
    Andamento – Zuhri
    Nada novo sob o sol – Trevo
    BOTA KÁRA – TRAPFUNK & ALÍVIO X KASHAKA
    resíduos – underismo
    Original Jamaica Covers – Pali Trombom
    Tem mana no rap – Hiran
    Valor – Gil Daltro e Galf AC
    Colônia – 16 beats
    Que onda é essa? (EP) – Duo B.a.v.i
    3×4 – WWL Rap
  • Juliana Rodrigues (Grupo Metrópole e blog Ouvindo Coisas)
    Bluesman – Baco Exu do Blues
    Voo Longe – Illy
    Choraviolla II – Jotaerre
    Mansa Fúria – JosyAra
    Balafonia – Retro_visor
    Entrevista – Ronei Jorge
  • Laura Fernandes (Jornal Correio*)
    Bluesman – Baco Exu do Blues
    Ok Ok Ok – Gilberto Gil
    Ofertório – Caetano Veloso, Moreno, Tom e Zeca
    Mansa Fúria – Josyara
    Moscote – Thiago Trad
    Entrevista – Ronei Jorge
    Que Onda é Essa? – Duo B.A.V.I.
    Luvbox – Àttooxxa
    Mano – Tabuleiro Musiquim
    Peixe – Bayo
  • Leandro Pessoa (Música que o Pariu)
    OK OK OK – Gilberto Gil
    Akueran – Sérgio Akueran
    Mansa Fúria – Josyara
    Ofertório – Caetano Veloso
    Não Sei Se Te Contei – Jota Veloso
    Entrevista – Ronei Jorge
    Psicordélico – Psicordélico
    Pepeu Gomes – Eterno Retorno
    O Tempo Pulsa – Jonga Lima
    Que Onda é Essa – Duo B.A.V.I
  • Leonardo Cima (Portal Soterorock)
    Aphorism – O Grotesco e o Desespero
    Búfalos Vermelhos e a Orquestra de Elefantes – Bagaxa
    Duda Spínola – Acústico e Móvel
    Exoesqueleto – Exoesqueleto
    Ivan Motosserra Surd & Trash – Agogô
    Rosa Idiota – Somatic
    Maria Bacana – A Vida Boa que tem os Dias que Brincam Leves
    My Friend is a Gray – Tasca
    Neurática – Do Outro Lado do Espelho
    Organoclorados – Quantico
  • Luciano Matos (el Cabong/ Radioca)
    Bluesman – Baco Exu do Blues
    Vôo Longe – Illy
    Skin – Iorigun
    Mansa Fúria – Josyara
    Choraviolla II – Jotaerre
    Rabo Alto – Rodrigo Damati
    Entrevista – Ronei Jorge
    Moscote – Thiago Trad
    Bota Kára – TrapFunk & Alívio
    Contraduzindo – Tuzé de Abreu
  • Marilia Moreira (Jornal Correio*)
    Mansa Fúria – Josyara
    Original Jamaica Covers – Pali Trombom
    Carroça de Pedal – Forró da Gota
    3×4 – WWL Rap
    Que Onda é Essa? – Duo BAVI
    Luvbox – Attooxxa
    Entrevista – Ronei Jorge
    OK OK OK – Gilberto Gil
    Bluesman – Baco Exu do Blues
    Dandê – Dandê
  • Paula Carvalho (Revista Bravo)
    Josyara – Mansa Fúria
    Jotaerre – Choraviolla II
    Gilberto Gil – OK OK OK
    Ronei Jorge – Entrevista
    Vandal – Varonilh
    Thiago Trad – Moscote
    TrapFunk & Alívio – Bota Kára
    Hiran – Tem Mana no Rap
    Lan Lanh – Batuque
    Cintia Savoli – Sinestesia
  • Pérola Mathias (Poro Aberto)
    Mansa fúria – Josyara
    Choraviola II – Jotaerre
    Contraduzindo – Tuzé de Abreu
    Moscote – Thiago Trad
    Entrevista – Ronei Jorge
    Bota Kára – TrapFunk & Alívio
    Reina – Ian Cardoso
    OK OK OK – Gilberto Gil
    Luvbox – Attoxxa
    Exílios 3 – George Christian
  • Rafael Flores (Revista Gambiarra)
    Casas – Rubel
    Caaticore Iracemático – Dona Iracema
    Entrevista -Ronei Jorge
    Peixe – Bayo
    Intera – Balaio
    Que onda é essa?- Duo Ba.Vi
    Há vida em marte -Há Vida em Marte
    Voo Longe – Illy
    Tem Mana no Rap – Hiran
    Skin – Iorigun
    Mansa Fùria – Josyara
  • Ramon Prates (site Bahia Rock)
    Arte Sideral
    Baco Exu do Blues – Bluesman
    Lisbeth – Dona da Rua
    Madame Rivera – Madame Rivera
    Maria Bacana – A Vida Boa Que Tem os dias Que brincam Leves
    My Friend is Gray – Tasca
    Psicordélico – PsiCORDÉLico
    Ronei Jorge – Entrevista
    Rosa Idiota – Somatic
    Rubra – Holos
  • Renato Cordeiro (programa Multicultura – Educadora FM)
    Entrevista -Ronei Jorge
    Depois Enfim -Cézar Mendes
    Amanhã vai ser Verão -Rosa Passos
    Ok Ok Ok – Gilberto Gil
    Skin -Iorigun
    Chora Violla 2 -Jota Erre
    Satori – Aurata
    Valsas Morenas – Lívia Milena
    Peixe – Bayo
    Contraduzindo – Tuzé de Abreu
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 Comments

  1. Pingback: Ouça os novos singles e parcerias lançados por artistas baianos » Para quem gosta de música sem preconceitos, numa visão a partir da Bahia

  2. Pingback: Discos: 'Sinfonias de Pagode' - Sanbone Pagode Orquestra | » Para quem gosta de música sem preconceitos

  3. Pingback: Discos: Texto sobre primeiro disco de Matheus Dourado, o EP 'Ê Laiá' » Para quem gosta de música sem preconceitos

  4. Pingback: Os melhores discos brasileiros de 2018 pela crítica | » Para quem gosta de música sem preconceitos

  5. Pingback: Faixa a faixa: Josyara destrincha seu disco Mansa Fúria | » Para quem gosta de música sem preconceitos

  6. Pingback: Discos: Giovani Cidreira lança 'Mix$take', EP de sete músicas | » Para quem gosta de música sem preconceitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Log in