Para quem gosta de música sem preconceitos, numa visão a partir da Bahia - :: el Cabong ::

Jupiter Maçã ganha documentário só com imagens online

Um dos maiores nomes do rock brasileiro dos anos 90 aos dias atuais, o cantor, compositor e ídolo cool Jupiter Maçã, morto há um ano, ganhou um documentário inusitado feito por um baiano. Idealizado e dirigido por Deo, o filme “Perdido em Júpiter” foi lançado na última semana no Panorama Internacional Coisa de Cinema, festival que acontece em Salvador e de onde saiu premiado como Melhor Longa da Competitiva Baiana, tanto pelo Júri oficial quanto pelo Júri Jovem (Prêmio João Carlos Sampaio).

Em 74 minutos, o documentário mostra “resíduos digitais da obra do músico gaúcho Flavio Basso Júpiter Maçã ou Jupiter Apple ou Woody Apple”, como diz o anúncio do filme. São imagens e áudio de shows, entrevistas, clipes, participações em programas de rádio e TV e dos discos lançados pelo artista que se alternam contando a trajetória de Jupiter desde sua origem com as bandas TNT e Cascavalletes, passando pelos discos que o consagraram e os diversos projetos até o anúncio de sua morte.

O mais interessante é que tudo mostrado no filme é fruto de pesquisa e capturas de tela da internet feitas através de um computador particular. Nada foi filmado ou produzido, tudo está online, disponível e foi feito por terceiros. O diretor conseguiu reunir tudo, criar uma narrativa e contar de forma criativa a trajetória artística apenas utilizando esses arquivos online. O el Cabong conversou com Deo sobre o filme e resolveu seguir um pouco a lógica de “Perdido em Júpiter”, colocando a entrevista, feita através de bate-papo pelo facebook, em trechos capturados da tela do computador. Leia abaixo:

entrevista-deo2

entrevista-deo3

entrevista-deo4

entrevista-deo5

entrevista-deo6

entrevista-deo7

entrevista-deo8

Lost In Jupiter – Trailer ( Subitlited ) from Mais Um Filmes on Vimeo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 Comments

  1. Miwky Reply

    Clap, clap, Deo! Muito bom, como tudo o que vc tem metido a mão no audiovisual, mas particularmente sinto falta de O Vestido Preto de Valentina e tb O HOMEM MAIS TRISTE DO MUNDO. Por favor, volta a fazer música e shows!!!

  2. Joenio Costa Reply

    Fantástico! Mas penso que a decisão de não publicar o filme na internet impede que outros possam fazer com seu “vídeo” o mesmo que você fez com os vários vídeos que usou. Imagine que o seu filme pode ser exatamente a peça que falta para que alguém por aí venha a ter o “insight” ou o material necessário para produzir uma nova ideia, dessas que nos expandem a visão, que nos fazem pensar: “caralho!!!”, bem, dessas ideias, assim, como foi a sua!

  3. Pingback: Doze filmes que você precisa assistir no In-Edit - POP FANTASMA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log in