Para quem gosta de música sem preconceitos, numa visão a partir da Bahia - :: el Cabong ::

Clipes: novidades, prêmio, festival e alguns destaques do ano

Se os videoclipes são uma ferramenta a mais de divulgação de músicas, muitas vezes eles se tornam uma obra artística própria, vinculada à música, mas com seus próprios elementos. Nessa leva de clipes brasileiros apresentamos mais de 60 novas produções, de estilos, formatos e origens as mais diversas.

Desta vez, no entanto, além de trazer artistas conhecidos com seus novos trabalhos, caso de gente como Karol Conká, Mariana Aydar, Silva, Rael e Rashid (com participação de Criolo), reunimos também algumas das produções mais interessantes do ano. É o caso de três nomes poucos conhecidos, que se esmeraram na produção de seus clipes, criando uma obra quase independente. Confira Tonico Reis, com ‘Lá em Casa’, Serge Erege com ‘Rhythm of the Day’, e Whipallas com ‘Battlefield’.

Outros destaques são os clipes do grupo Francisco, el hombre, filmado em Cuba, todo em plano-sequência, em um casarão do início do século XX, na região central de Havana, com a participação especialíssima do grupo Danza Voluminosa. Tem o trabalho da banda Labirinto, numa “tradução musical e visual dos dias de hoje”, como eles mesmo falam, com imagens de manifestações e suas reações de hoje e do período da Ditadura Militar. Tem Camila Garófalo que reúne várias outras cantoras num clipe de puro empoderamento feminino. Tem clipe feito exclusivamente com uma go-pro. Tem mais, tem clipe de Laura Lavieri (aquela que sempre acompanha Marcelo Jeneci), Jaloo, MC Marechal, Braza, Tagore, Sara Não Tem Nome, entre outros.

O bacana é que existem prêmios e festivais que reconhecem o valor dos videoclipes e destacam as melhores produções. O Prêmio Multishow, é um deles. Voltado para a produção musical brasileira em diversas categorias, a premiação separou algumas exclusivamente para os videoclipes. Este ano entre os indicados a melhor clipe estão Anitta com ‘Bang’, Céu com ‘Perfume do Invisível’ e O Terno com ‘Ai, ai como eu me iludo’. Para Melhor direção de clipe, concorrem Céu com ‘Perfume do invisível’ (Diretor: Esmir Filho), e duas produções d’O Terno a citada ‘Ai, ai como eu me iludo’ (Diretores: Marco Lafer e Gustavo Moraes) e ‘Culpa’ (Diretores: Bruno Shintate e Breno Moreira). Há ainda a categoria Melhor fotografia de clipe, que tem como finalistas ‘Perfume do Invisível’ de Céu (Diretor de fotografia: Kauê Zilli), de novo ‘Culpa’ d’O Terno (Diretor de fotografia: Fabio Politi e Daniel Belinky) e ‘Feliz e Ponto’, de Silva (Diretor de fotografia: William Sossai). Os ganhadores serão conhecidos na próxima terça-feira (dia 25/10). Veja todos os indicados.

Existem também eventos que premiam exclusivamente os videoclipes. É o caso do Festival de Clipes e Bandas, que chega a sua quinta edição e está com inscrições online abertas (Veja aqui como participar). Dá pra se inscrever com um trabalho autoral ou com registro audiovisual para a música de um dos músicos consagrados participantes (este ano são Moraes Moreira, Marina Lima, As Bahias e a Cozinha Mineira e Simone Mazzer). O clipe autoral serão os escolhidos pelo Comitê de Seleção e pelo público e poderão ganhar até R$ 18 mil em prêmios e apoios. Os melhores vídeos para os artistas participantes ganharão prêmios do Comitê de Seleção, do público e dos patrocinadores de até R$ 5 mil. As inscrições seguem abertas até o dia 15 de janeiro.

Vamos deixar de papo e vamos aos clipes desta leva, confira:

Karol Conka – Maracutaia

Mariana Aydar – Te faço um cafuné

Jaloo – Chuva

Tonico Reis – Lá em Casa

Tagore – Pineal

Francisco, el hombre – Triste, Louca ou Má

Sara Não Tem Nome – Ajude-me

Silva – Sufoco

Rael – Rouxinol

Laura Lavieri – Quando alguém vai embora

Nunig – Noixx part. Nectar Gang

Camila Garófalo – Camarim

Rashid (Part. Criolo) – Homem do Mundo

Alvaro Lancellotti – Canto de marajó

Braza – Oxalá

Labirinto – Enoch

Paola Rodrigues – N1NHO

Juliana Cortes – O Mal

MC Marechal – Quem Tava Lá (Apenas á Parte do Marechal)

Lay – Ghetto Woman

Serge Erege – Rhythm of the Day

Ruspô – Dourados state of mind

Monoclub – Jean Balmont

Lukash – Héliogabaalo

Jonathan Tadeu – Amour

Thiago Elniño – Diáspora

Mohandas – Pele de Cobra

Iguana Gun – Não Tem Como Dançar Assim

Letto – Entre o sim e o não

Whipallas – Battlefield

Lau e Eu – Macabéa (Café Frio)

Zumbido – Espiral do Silêncio

Bian – Move On

Guido – Amém

Bedibê – Esquina

Bombay Groovy – Pavão Andaluz

Amarelo Manga – Geribá

Estranhos Românticos – Um Sabotador

Estranhos Românticos – Estranho Romântico

Júlio Ferraz – Débora

Bela Maria – Será que dá pra perceber?

ADL, Sant, Raillow & Froid – Favela Vive (Cypher)

Arthur de Faria & A Orkestra do Kaos – Ascese

Facção Caipira – Levada

Ale Sater – Pipa

Antonia Morais – A Santa Maquina

MC Livinho – Tenebrosa

TucA – Um Dia De Cada Vez

Five Minutes to Go – Don’t Touch Me

FingerFingerrr – Eu Só Ganho

Guto Herscovitz – Só eu sei

Qualquer Bordô – Mesmo Sem Saber

Rieg – Leave it to me

Naked Girls and Aeroplanes – Going Down

Canábicos – Planeta Estranho

Não há Mais Volta – Falsas Promessas

Sentidor – Dezembro

Panço – Mar de pássaros

LaZZaRo – Ela Não Gosta

Death (or Why Won’t You Take Care Of Me If I’ve Just Asked You To)

Mattilha – Depois das 3 (Rua Augusta)

Tiago Abravanel – Te quero Na Rua

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log in