Para quem gosta de música sem preconceitos - el Cabong

Principais festivais pelo mundo já cancelaram suas edições em 2020

Glastonbury, Primavera Sound, Reading, Roskilde, New Orleans Jazz Fest e SXSW são alguns dos festivais pelo mundo que já cancelaram suas edições em 2020.

Considerado um dos principais festivais de música do mundo, o Primavera Sound anunciou nessa segunda (11) o cancelamento de sua edição de 2020, quando comemoraria seu 20º aniversário. O evento, que já havia sido adiado de maio apara agosto, segue a tendência de vários outros festivais pelo planeta, que decidiram não realizar suas edições em 2020 devido a pandemia do coronavírus.

Depois de cancelar a realização do evento de maio apara agosto, o Primavera Sound Barcelona anunciou que sua edição de 20 anos será entre 2 e 6 de junho de 2021. No próximo dia 3 de junho, serão anunciados os primeiros artistas, ainda celebrando o 20º aniversário do festival.

Entre os vários outros festivais que já cancelaram suas edições estão alguns dos mais badalados em países diversos. Nos países europeus, que enfrentaram a pandemia da Covid-19 antes dos Estados Unidos e Brasil, boa parte dos festivais já foram cancelados. Em Portugal, os próprios festivais, em acordo com o Governo Federal, concordaram em não realizar festivais de música até 30 de setembro de 2020. Isso significa que não acontecerão os grande eventos de música em seu principal período, o verão europeu.

Com isso, vários festivais já cancelaram sua edição em 2020 e ajustaram a data para o próximo ano. O Rock in Rio Lisboa adiou sua nona edição para 19, 20, 26 e 27 de junho de 2021. O NOS Primavera Sound, que chegou a anunciar um adiamento para os dias 3, 4 e 5 de setembro, também vai ser realizado em 2021. A previsão é que aconteça no segundo fim-de-semana de junho de 2021, mantendo a maioria dos nomes anunciados para 2020. Festivais como NOS Alive , Super Bock Super Rock, EDP Cool Jazz, Sumol Summer Fest, Afro Nation, Rolling Loud, Vodafone Paredes de Coura, Neopop, entre vários outros também já foram cancelados.

No Reino Unido, país com alguns dos principais festivais do planeta, a tendência é a mesma. Glastonbury, Reading, Parklife, Great Escape, Download, All Points East, Y Not Festival, entre tantos outros, já anunciaram que não vão ser realizados este ano e que suas edições foram adiadas para 2021. o Leeds Festival, na Inglaterra, que aconteceria no dia 2 de maio e foi adiado para 28 de novembro, resolveu cancelar definitivamente sua edição deste ano e só volta em 2021.

A 50ª edição do Roskilde, na Dinamarca, foi cancelada. O festival anunciou que vai ser realizado entre os dias 26 de junho e 3 de julho de 2021. O Afropunk, que estava previsto para acontecer em Paris, foi adiado para 10 e 11 de julho de 2021. O festival austríaco Snowbombing, que teria Liam Gallagher como atração principal entre os dias 13 a 18 de abril, foi outro que cancelou sua edição este ano, bem como o Download Festival Australia.

Alguns festivais mundo afora, no entanto, ainda permanecem marcados para o final do ano. Isso inclui, por exemplo, as edições sul-americanas do Lollapalooza, na Argentinas, Chile e Brasil.

Estados Unidos

Nos Estados Unidos, o New Orleans Jazz Fest foi adiado e está programado pra acontecer entre 22 de abril e 2 de maio de 2021. O Governor’s Ball, de Nova York, também anunciou seu cancelamento este ano e só volta em 2021. Pitchfork Music Festival, em Chicago seguiu o mesmo caminho e acontece apenas em 2021. O Festival SXSW 2020, também conhecido como South by Southwest, foi outro cancelado por causa do coronavírus. Previsto para acontecer entre 13 e 22 de março, em Austin, o evento foi adiado para 2021.

Outros festivais norte-americanos adiaram a realização na data prevista, mas estão mantendo ainda para 2020 com novas datas. É o caso do Coachella, que levou seus eventos de abril para os outubro (de dias 9 a 11 e 16 a 18 outubro). O Bonnaroo foi adiado para acontecer de 24 a 27 de setembro. Há ainda mudanças no formato, como o Burning Man, que foi cancelado e está preparando um encontro virtual em seu lugar.

Brasil

No Brasil, os festivais ainda não confirmaram publicamente cancelamentos, mas boa parte deles já teve suas edições adiadas e devem seguir a tendência pelo mundo de adiar. O único que já confirmou que não acontece este ano foi o Bananada, de Goiânia. Alguns deles também já estão realizando edições virtuais, como oito deles que se reuniram para uma ação promovida pela cervejaria Devassa. Uma das confirmações de nova data veio do Lollapalooza, que anunciou, ao menos por enquanto, sua edição para ainda este ano. O evento foi remarcado para os dias 4, 5 e 6 de dezembro, mantendo as atrações principais, Guns n’Rose, Travis Scott e Strokes.

Na Bahia, que também vê o setor de música sofrer o impacto do isolamento social e teve casas de shows paradas e eventos cancelados, os festivais ainda não foram cancelados em 2020, mas também devem seguir esse caminho. O Zona Mundi, que iria acontecer em março, já foi adiado para agosto. O próprio festival e dezenas de outros programados para este ano em todo estado devem sofrer alterações e devem ser adiados para 2021.

Tagged under:

, ,

3 Comentários

  1. Pingback: Os álbuns lançados nas últimas semanas de várias partes do mundo » Para quem gosta de música sem preconceitos

  2. Pingback: Depois de edições adiadas, Primavera Sound divulga atrações para 2021 | » Para quem gosta de música sem preconceitos

  3. Pingback: Depois de adiamentos, Primavera Sound divulga atrações para 2021 » Para quem gosta de música sem preconceitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Log in