Para quem gosta de música sem preconceitos - el Cabong

Novidades da música nacional

autoramas-desplugado250

O Autoramas está lançando seu disco acústico dentro do projeto de download remunerado da Trama Virtual. Já Otto acertou o lançamento de seu novo disco no Brasil. Nove artistas Brasileiros foram selecionados para o festival South By Southwest.

Autoramas lança acústico com download remunerado

A melhor banda de rock do país em atividade e mais bem inserida na idéia de mercado independente, o Autoramas, está lançando um novo disco. Sem uma gravadora para bancar a carreira, a banda acerta mais uma vez integrando o projeto Álbum Virtual da Trama, uma proposta bacana, na qual os discos são disponibilizados de graça com um patrocinador pagando pelos downloads. Ou seja, pode baixar sem dor na consciência. O novo disco do grupo é o registro da turnê de shows acústicos que a banda já vinha realizando. O “MTV Apresenta: Autoramas Desplugado” foi gravado no final de julho em um casarão no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro. O programa foi ao ar na MTV Brasil no último 13/11 e será lançado como CD e DVD. O disco não é focado nos hits da banda (que, aliás, é expert na criação deles), mas num apanhado de músicas dos quatro discos por eles lançados, com foco nas que ficariam melhores no formato desplugado. São 15 faixas, incluindo duas inéditas, “Gente Boa” e “Samba Rock do Bacalhau”; as regravações de “I Saw You Saying (That You Say That You Saw)”, sucesso dos Raimundos, mas de autoria de Gabriel Thomaz, “Galera do Fundão”, da época que Gabriel era do Little Quail and the Mad Birds, e “Eu Vou Vivendo”, cover da banda gaúcha Walverdes. Há também várias participações especiais no disco, como Big Gilson e sua guitarra slide modelo Gilsonator em “A 300 km/h”; a Mulher Misteriosa Jane DeLuc nas castanholas e Humberto Barros no acordeão em “Hotel Cervantes”; Érika Martins em “Música de Amor”, além de Frejat em “Sonhador (Vida Real)”.

[download] Autoramas – MTV Apresenta: Autoramas Desplugados

Trabalho novo de Otto vai sair no Brasil

Disco que deve aparecer em boa parte das listas de melhores álbuns do ano, o novo CD de Otto, “Certa Manhã Acordei de Sonhos Intranquilos”, finalmente tem data para ser lançado no mercado nacional. Em dezembro, o selo Arterial Music, recém-aberto pela gravadora Rob Digital, lança o álbum, tido por muitos como o melhor trabalho do cantor e compositor. O álbum foi lançado originalmente nos Estados Unidos, em setembro, e como Otto havia rompido com a Trama, sua gravadora anterior, até então ainda não havia definição sobre o lançamento no Brasil, inclusive havia a possibilidade de um lançamento totalmente independente. Produzido por Otto em parceria com Pupillo, baterista da Nação Zumbi, o disco é inspirado, com faixas brilhantes como a linda “6 Minutos”, que remete diretamente a “5 Minutos”de Jorge Ben, inclusive na forma visceral e dolorida de cantar. O álbum traz músicas do próprio Otto e duas versões, “Lágrimas Negras”, de Nelson Jacobina e Jorge Mautner, já gravada por Gal Costa, e “Naquela Mesa”, de Sérgio Bittencourt, feita em homenagem ao pai Jacob do Bandolin, famosa na voz de Elizeth Cardoso, Nelson Gonçalves.

[download] Otto – Certa Manhã Acordei de Sonhos Intranquilos


Brasileiros selecionados para South By Southwest

O festival texano South By Southwest segue convidando bandas e artistas brasileiros para se apresentar em seus palcos. A primeira chamada para a edição 2010 inclui nove nomes brasileiros entre as centenas de artistas de todo mundo.  São eles: os pernambucanos Júlia Says e River Raid, o trio gaúcho L.A.B., o projeto de M. Takara 3, do baterista do Hurtmold e SP Underground, o compositor mineiro Vander Lee, o duo rock Canja Rave de Porto Alegre, a cantora argentina, mas que reside em São Paulo, Natália Mallo, o projeto Moxine da guitarrista Mônica Agena, do Natirus, e a banda paulista MegaRex. Todos claro, precisam correr atrás da estrutura (vistos, passagens etc) para garantir participação no evento.

1 Comentário

  1. José Henrique Reply

    O cd novo de Otto é mesmo foda!
    Mas, o mestre Jorge Ben canta a sua(lá dele) 5 minutos de forma visceral e dolorida desde quando?
    Até onde eu sei Ben nunca cantou nada de forma visceral e dolorida.

    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Log in