Para quem gosta de música sem preconceitos - el Cabong

Em meio a quarentena, Rolling Stones, Bob Dylan e Nick Cave soltam novidades

Em meio ao clima de medo e dor que vive a humanidade, chega como bálsamo aos ouvidos as novas músicas de Bob Dylan e dos Rolling Stones e a versão de Marc Bolan por Nick Cave. Os belos presentes aos fãs foram liberadas nos últimos dias. Dylan e os Stones liberam músicas inéditas depois de um bom tempo sem apresentarem novidades ao público. Já Cave soltou uma linda versão para um clássico da banda T. Rex.

Veja também:
Eric Clapton reúne gigantes da música, como Roger Waters e Ronnie Wood, em tributo.

A primeira surpresa foi lançada no dia 26 de março. Sem lançar novidades há um bom tempo, Bob Dylan, aos 78 anos, parecia que tinha muito a falar e soltou “Murder Most Foul”, a música mais longa de toda sua carreira. São 1.376 palavras distribuídas em 16 minutos e 56 segundos, com o artista, acompanhado apenas de piano, cordas suaves e uma singela percussão,  revisitando acontecimentos e figuras icônicas dos anos 60 e 70.

Em um relato prolixo sobre o Ocidente, o músico começa falando do assassinato de John F. Kennedy, segue contando uma dramática história de declínio do Ocidente, até chegar na música como única salvação única. Cita e pede para que se toque Beatles, John Lee Hooker, Etta James, Nat King Cole, além de diversos outros artistas e canções clássicas da história da música.

A imprensa reagiu de forma eufórica a nova obra do bardo norte-americano. O El País estampou: “Em plena crise do coronavírus, Bob Dylan lança sua canção mais monumental”. Em menos de um mês a música ultrapassou a marca de 3 milhões de visualizações, apenas contando a postagem oficial no youtube do artista. “Murder Most Foul” foi também a primeira nova canção em oito anos, desde o álbum ‘Tempest’ de 2012.

No anúncio da faixa no twitter, Bob Dylan a apresentou assim: “Obrigado aos meus seguidores pelo apoio e lealdade durante todos estes anos. Esta é uma canção inédita que gravamos faz algum tempo e que pode ser interessante para vocês. Mantenham-se a alvo, fiquem atentos e que Deus esteja com vocês”.

Bob Dylan – Murder Most Foul

Não demorou muito e alguns dias depois Dylan disponibilizou outra música inédita. Dessa vez foi “I Contain Multitudes”, lançada no dia 17 de abril, também pelo Youtube. A canção, bem mais curta que a anterior, cita em sua letra figuras da cultura pop, como os Rolling Stones, Indiana Jones, Anne Frank e Edgar Allan Poe. A composição é também uma referência a um poema de Walt Whitman, autor bastante admirado por Dylan. Essas duas novas músicas marcam um retorno do cantor de um possível  novo disco.

Bob Dylan – I Contain Multitudes

Tão veteranos quanto, Mick Jagger, Keith Richards, Ron Wood e Charlie Watts também anteciparam uma nova música para o público. Apesar de ter sido composta há um ano, “Living In a Ghost Town” foi transformada e traz a quarentena forçada pelo coronavírus como tema. Lançada no último dia 23 pelo youtube, a música fala de viver numa cidade fantasma, que no caso seria Londres, mas poderia ser qualquer outra grande capital do mundo na atualidade.  “A vida era tão bonita/ então todos fomos trancados”, afirma para depois lembrar de um passado agitado: “tudo estava zumbindo/ E o ar estava cheio de tambores/ O som dos pratos batendo/ Os copos se quebrando/ Trompetes estavam todos gritando/ Saxofones estavam tocando/ Ninguém estava se importando se era dia ou noite”. Em menos  de uma semana, a faixa ultrapassou 4 milhões de visualizações.

The Rolling Stones – Living In A Ghost Town

Por último, mas não menos arrebatador, saiu nessa terça (29/04) uma linda versão de Nick Cave interpretando a clássica “Cosmic Dancer”, da banda T. Rex. A música faz parte da coletânea ‘AngelHeaded Hipster: The Songs of Marc Bolan and T.Rex’, que sera lançada em setembro. Trata-se de uma homenagem a Marc Bolan, cantor, guitarrista e poeta inglês, líder do T. Rex nos anos 60 e 70. O artista foi responsável pelo surgimento do glam rock e, ao lado de David Bowie, o maior astro do gênero.

“Cosmic Dancer” integra o antológico álbum ‘Electric Warrior’ de 1971, considerado o melhor álbum da banda. Nessa versão, a música aparece com o toque de Cave, em ritmo mais lento e carreado de emoção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Log in