Para quem gosta de música sem preconceitos, numa visão a partir da Bahia - :: el Cabong ::

Segundo semestre na Bahia vai ser dos festivais de música

Para quem gosta de festivais, o segundo semestre na Bahia está apetitoso. Como tem sido comum, a última metade do ano é quando se concentram quase todos os eventos de música desse tipo no estado. Em 2018, há o agravante do acúmulo no mês de novembro, quando serão realizados quatro festivais de música só em Salvador, além de outro em Feira de Santana.

  • FESTIVAL HYPE
    Salvador
    Mensal

Um festival de perfil diferente. Originalmente o Hype é feira de rua que se tornou um festival, com shows e outras atividades ganhando maiores proporções. São oito edições, sendo que duas já foram realizadas, recebendo nomes relevantes da música baiana e brasileira como headliners e outros nomes selecionados por meio de de inscrição e uma curadoria. O festival segue por um fim de semana por mês até janeiro.

– 11 e 12 de Agosto – Lauro de Freitas (Pedro Pondé, Diamba, Skanibais, Dão & A Caravana Black, Mondaze, Manos Preto, Orquestra de Pandeiros e Gigito)
– 15 e 16 de Setembro – Paripe
– 06 e 07 de Outubro – Passeio Público
– 10 e 11 de Novembro – Ribeira
– 01 e 02 de Dezembro – Stella Maris
– 12 e 13 de Janeiro – Pelourinho

  • FESTIVAL DE IGATU
    Igatu – Andaraí
    23, 24 e 25 de agosto

Um dos lugares mais interessantes da Bahia, Igatu é um pequeno povoado encravado em meio às rochas da Chapada Diamantina. Este ano, o festival, que chega a 6ª edição, traz como tema “Charme, Memória e Cultura” e uma mescla de manifestações e atrações artísticas. Nomes como Biquini Cavadão, Isabela Taviane e Mônica San Galo se juntam a atrações baianas e nomes locais.

– Dia 23 – Quinta
Os Diamantina/ Maria Calu/ Banda Água Boa/ Sincorana
– Dia 24 – Sexta
Jorge Rustom e banda/ Isabella Taviani/ O Teatro Mágico/ Cinho Damatta e banda
– Dia 25 – Sábado
Mônica Sangalo/ Biquini Cavadão/ Bailinho de Quinta

  • SONORA – FESTIVAL INTERNACIONAL DE COMPOSITORAS
    Salvador, Ilhéus, Uruçuca e Capão
    Setembro

O Sonora é um festival amplo, que acontece em várias cidade brasileiras, com a proposta de dar visibilidade e legitimar a presença da mulher compositora no cenário musical. Esse ano o festival acontecerá entre os dia 15 de agosto e 15 de novembro, espalhado pelo país. Na Bahia, quatro cidade receberão o evento: Ilhéus, Uruçuca, Palmeiras (Capão) e Salvador. As programações ainda estão sendo definidas e as datas definidas apenas em Ilhéus (6 e 7 de setembro) e Uruçuca (8 de setembro).

  • FESTIVAL DE JAZZ DO CAPÃO
    Capão – Palmeiras
    21 e 22 de setembro

Outros festival tradicional na Chapada Diamantina em outro pequeno paraíso. A a proposta aqui é, no entanto, bem diferente. Apostando em jazz e música instrumental, o evento costuma sempre reunir nomes importantes da música nacional e baiana.

  • FESTIVAL MA.SSA
    Salvador
    08 e 30 de setembro

Não é exatamente um festival de música e sim uma ocupação cultural que acontecerá em setembro no Parque Solar Boa Vista, localizado no Engenho Velho de Brotas. Durante todo mês serão realizadas diversas atividades gratuitas, intervenções urbanas, oficinas, apresentações musicais e espetáculo teatral. Nos últimos dois dias, acontecem as apresentações musicais num palco montado na área externa com nomes de rap, reggae e afins. É a primeira edição do Festival MA_SSA – Movimento Ação Salvador -, que pretende promover uma requalificação do espaço urbano do Solar Boa Vista, estimulando a presença das comunidades do entorno.

  • II FESTIVAL DE FORRÓ DA CHAPADA
    Mucugê
    11 a 13 de outubro

Pelo segundo ano consecutivo, a cidade de Mucugê na Chapada Diamantina recebe o festival dedicado ao forró. Promovido pelo músico Targino Gondim, o evento recebe convidados de peso da vertente nordestina, além de abrir espaço para novos talentos. A programação prevê diversos shows, mas também diversas outras atividades conectando profissionais de diferentes estados brasileiros.

– Dia 11 – Quinta
Geraldo Azevedo, Santanna O Cantador, Laís Amaro, Flor Serena, Cainã, Targino Gondim, Forró do Ralão, Marquinhos Café, Trio Forró Mais Eu, Xáxá Dumdum
– Dia 12 – Sexta
Os Bambas do Nordeste, Caciques do Nordeste, EstakaZero, Targino Gondim, Quinteto Sanfônico do Brasil, Carlos Vilela, Nilton Freitas, Nádia Maia, Trio Aconchego, Jô Miranda, Rick Franco
– Dia 13 – Sábado
Targino Gondim, Cicinho de Assis, Hugo Luna, Waldonys, Seu Malaquias, Eloísa Olinto, Rony Barbosa, Ur Mininu, Trio Buritís, Rosa e Carvão, Gel Barbosa, Rennan Mendes

  • FESTIVAL SUÍÇA BAIANA
    Vitória da Conquista
    19 a 21 de outubro

A fria Vitória da Conquista desponta como uma das cidade do interior do estado com cenário independente mais interessante. Muito disso por conta do trabalho coletivo e festival Suíça Baiana. Mesmo com todas as dificuldades, o principal festival de música da cidade chega a sua sexta edição este ano. O tema será “Do Cimo do Morro da Tromba ao Underground da Serra do Piripiri”, homenagem a uma importante obra da história da cidade, escrita pelo poeta e escritor Maneca Grosso. Nenhuma atração foi divulgada, mas já foi divulgado que o festival irá contar com 25 atrações, divididas em dois palcos.

  • FESTIVAL RADIOCA
    Salvador
    10 e 11 de novembro

Fruto de um programa de rádio de mesmo nome, o festival chega a sua quarta edição seguida. Sempre trazendo artistas ou shows inéditos na capital baiana, mesclados com nomes baianos na programação, o Radioca deve repetir a mistura de ritmos, gêneros, estilos, que costumam ir de música instrumental e jazz até rock e pop. O Radioca já divulgou os três primeiros nomes deste ano: a carioca Letrux, a baiana Larissa Luz e o rapper cearense Don L.

  • V FESTIVAL INTERNACIONAL DA SANFONA
    Juazeiro
    14 a 17/11

Festival voltado para um encontro de artistas de todo o mundo que trazem a sanfona como instrumento principal, seja em que estilo for. O evento chega a sua quinta edição, depois de passar não acontecer em 2017.

  • ZONA MUNDI
    Salvador
    16 a 18 de novembro

Um dos festivais mais longevos do circuito independente soteropolitano, o Zona Mundi volta a acontecer depois de quatro anos. Agora com patrocínio da OI Futuro e Faz Cultura, o evento chega a sua sexta edição e promete repetir a dose das anteriores, reunindo nomes da música contemporânea brasileira e baiana. A última vez que o festival foi realizado foi em 2014, reunindo nomes como Metá Metá, Barbara Eugênia e I.F.Á..

  • DIGITÁLIA
    Salvador
    21 a 24 de novembro

Misto de Congresso, Festival e Observatório Internacional, o Digitália traz Música e Culturas Digitais como base de suas atividades. Esse ano, no entanto, o evento vai ampliar os debates no âmbito da cultura e das fricções políticas emergentes, especialmente em relação ao processo histórico por que passamos atualmente no Brasil e no mundo. Com o tema “Da Tropicália à Digitalia: a cultura no Brasil disruptivo” terá atividades em modalidades no campo teórico, com mesas temáticas, workshops, mas também performances e apresentações artísticas.

  • FEIRA NOISE
    Feira de Santana
    23 a 25 de novembro

Além de Conquista, Feira de Santana é outra cidade com um festival de porte e consolidado. Com oito edições nas costas, o Feira Noise já se firmou como um dos principais eventos de música do interior do estado. Fruto do trabalho de um corajoso coletivo da cidade, o evento costuma promover uma das mais provocadoras misturas de estilos no estado. Tem sempre muito rock, mas também rap, pop, ragga, reggae, mpb e o que mais couber.

  • FESTIVAL SANGUE NOVO
    Salvador

Depois de passar um ano sem acontecer, o festival Sangue Novo retorna esse ano para sua terceira edição. O festival ainda não tem uma data definida, mas deve acontecer em outubro ou novembro.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log in