Para quem gosta de música sem preconceitos, numa visão a partir da Bahia - :: el Cabong ::

Rock pesado domina programação nos 25 anos do Abril Pro Rock

Um dos principais festivais brasileiros, o pernambucano Abril Pro Rock, divulgou esta semana a programação de sua edição 2017, tendo como destaque o rock pesado, em seus diferentes gêneros: hardcore, punk e metal. Comemorando 25 anos de existência, o festival acontece nos dias 28 e 29 de abril, no Classic Hall, em Olinda, reunindo 18 bandas, entre elas nomes como Suicidal Tendencies, Cockney Rejects, Death, Matanza e a baiana Mystifier (veja programação completa abaixo).

Veja também:
– O que vem ai em 2017: Festivais e feiras de música pelo Brasil.
– Com rock, jazz, erudito e pop, festivais movimentam interior baiano.

O festival este ano traz algumas modificações e novidades. O som pesado é a principal delas. Não que não tivesse espaço antes, pelo contrário, sempre houve pelo menos um dia dedicado ao hardcore, punk e metal. Mas pela primeira vez ele domina 100% do evento. Em 2008, por exemplo, quando o APR também mirou no rock acima de tudo, o festival teve três dias de sons pesados, com bandas como Bad Brains, Helloween, New York Dolls e Datsuns. No entanto, naquele ano, entre suas atrações apareciam também nomes como Céu, Lobão, Júpiter Maçã e Vítor Araújo.

A justificativa para a mudança é bem simples. “Os blocos de Carnaval daqui (de Recife) viraram festivais de música pop, dividindo atrações e bandas com os festivais independentes, quase um rodízio anual. Quem tá carente aqui é a galera do rock, portanto, miramos neles com essa programação”, explica Paulo André, produtor do festival. De fato, Recife recebeu nos últimos meses diversos nomes da produção nacional, em festas e festivais e, claro, no carnaval. Passaram pela cidade recentemente nomes como BaianaSystem, Tom Zé, Titãs, Liniker e os Caramelows, Vanessa da Mata, Jards Macalé O Terno, Rashid, The Baggios, Bahias e a Cozinha Mineira, Gaby Amarantos, entre outros.

É fato também que no ano passado, a aposta em nomes da música brasileira contemporânea não trouxe muitos resultados positivos para o festival. Natural que esse ano mudassem de estratégia, ainda mais com os dias de rock pesado sempre recebendo bom público, especialmente quando são incluídos grandes nomes internacionais na grade. “O APR é o maior encontro de bandas desses gêneros no Norte/Nordeste, são as gringas que movimentam a região. No grupo do APR, tem vários flyers virtuais de excursões de Aracaju, Campina Grande, Caruaru, João Pessoa, Natal, etc. Quem traz a galera de longe são os gringos, por isso sete gringos”, explica Paulo André, produtor do festival.

abrilprorock2017

Em sentido horário: Death, Cockney Rejects, Mystifier e Matanza.

Mais de um terço da programação do Abril Pro Rock este ano é de atrações internacionais. É o maior número nos 25 anos do festival. Uma aposta em nomes talvez não tão badalados, mas quase sempre importantes e com bom séquito de seguidores. As norte-americanas Suicidal Tendencies, Tiger Army e Death, se apresentam no primeiro dia, sexta, 28 de abril. No dia seguinte, o tradicional sábado pesado, a programação tem a inglesa Cockney Rejects, a grega Suicidal Angels (a banda cancelou a turnê pelo Brasil e não tocará mais no festival, no lugar dela entrou na programação a banda paulista Voodoopriest), a alemã Nocturnal e a norte-americana Angelcorpse. Bom lembrar, que a Death em questão não é a banda de heavy-metal, e sim a seminal banda punk formada nos anos 70, em Detroit, pelos irmãos Hackney.

Há um lado negativo e que demonstra a mudança de proposta do festival este ano. A aposta no rock pesado, faz com que ficasse de fora da programação a música pop contemporânea de Pernambuco, que, inclusive, tornou o festival mais conhecido nacionalmente. Para quem não lembra, o festival cresceu junto com a explosão do Mangue Beat e de nomes como Chico Science & Nação Zumbi, Mundo Livre S/A e Mestre Ambrósio. Sinais dos tempos. Com as mudanças, outro impacto é a menor presença de nomes locais entre as atrações. Este ano serão apenas cinco bandas pernambucanas, Serrapilheira, Diablo Angel e Saga HC, na sexta, e Evocati e One Arm Away, no segundo, sendo que esta última é metade pernambucana, metade paulista.

Complementam a grade, a banda Matanza, do Rio de Janeiro, as paulistas John Wayne e Nervosa, a Camarones Orquestra Guitarrística, do Rio Grande do Norte, a Violator, de Brasília, e a baiana Mystifier.

Programação Abril Pro Rock 2017

Dia 28 de abril – Sexta-feira
Suicidal Tendencies (EUA)
Tiger Army (EUA)
Death (EUA)
Camarones Orquestra Guitarrística (RN)
Serrapilheira (PE)
Diablo Angel (PE)
Saga HC (PE)

Dia 29 de abril – Sábado
Cockney Rejects (ING)
Matanza (RJ)
Angelcorpse (EUA)
Nocturnal (ALE)
Voodoopriest (SP)
Violator (DF)
One Arm Away (SP/PE)
John Wayne (SP)
Mystifier (BA)
Nervosa (SP)
Evocati (PE)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log in