Para quem gosta de música sem preconceitos, numa visão a partir da Bahia - :: el Cabong ::

Prêmio da Música Brasileira tem baianos entre os mais indicados

Aos poucos, a nova música produzida na Bahia vai ganhando reconhecimento. Uma das principais premiações nacionais, o Prêmio da Música Brasileira, revelou a lista de indicados de sua 28º edição com vários artistas baianos. Dois deles, BaianaSystem, Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz, estão entre os destaques, com o maior número de indicações, ao lado de artista já estabelecidos, como Alceu Valença e Zeca Pagodinho.

Cada um deles recebeu três indicações, o Baiana concorrendo como Revelação, Melhor Grupo Pop/Rock/Reggae/Hip-hop/Funk e Projeto Visual de Filipe Cartaxo no álbum “Duas Cidades”. Já Letieres e a Rumpilezz foram indicados como Melhor álbum Instrumental, Melhor grupo instrumental e Arranjo. Outros baianos aparecem indicados em categorias diversas: Maria Bethânia como Melhor Cantora e Álbum de MPB, com “Abraçar e Agradecer”; Tom Zé como Melhor Álbum Pop/Rock/Reggae/Hip-hop/Funk por “Canções eróticas de Ninar”; Larissa Luz como Melhor cantora Pop/Rock/Reggae/Hip-hop/Funk; Raymundo Sodré como Melhor cantor Regional; Luiz Caldas como Melhor cantor de música popular e Ivete Sangalo como Melhor cantora de música popular.

O Prêmio segue apostando em nomes já consagrados, como Alceu Valença, Lenine, Ivete Sangalo, Maria Bethânia e Tom Zé, mas cada vez mais valoriza a produção recente da nova música brasileira. Além dos baianos, aparecem nomes como Saulo Duarte e a Unidade, as cantoras Céu e Patricia Bastos, o compositor Zé Manoel, citados em mais de uma categoria, entre outros.

Os vencedores serão conhecidos no dia 19 de julho no Theatro Municipal do Rio de Janeiro quando também será realizada uma homenagem ao cantor Ney Matogrosso, que incluirá uma apresentação do cantor ao lado do BaianaSystem.

Lista de indicados:

MELHOR CANÇÃO: “Descaração familiar” (Tom Zé), “Dizputa” (Carol Naine) e “Nunca
mais vou jurar” (Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz e Marcelinho Moreira)

REVELAÇÃO: BaianaSystem(“Duas cidades”), Liniker e Os Caramelows (“Remonta”) e
Vidal Assis (“Álbum de retratos”)

CANÇÃO POPULAR:
Álbum: “Cine ruptura” (Saulo Duarte e a Unidade), “Elza canta e chora Lupi” (Elza Soares) e “Gatos e ratos” (Odair José)

Dupla: Leonardo e Eduardo Costa (“Cabaré night club”), Milionário e Marciano (“Lendas”) e Zezé di Camargo e Luciano (“Dois tempos”)

Grupo: Roupa Nova (“Todo amor do mundo”), Samuca e a Selva (“Madurar”) e Saulo Duarte e a Unidade (“Cine ruptura”)

Cantora: Ellen Oléria (“Afrofuturista”), Elza Soares (“Elza canta e chora Lupi”) e Ivete
Sangalo (“Acústico em Trancoso”)

Cantor: Luiz Caldas (Pré­axé”), Odair José (“Gatos e ratos”) e Romero Ferro (“Arsênico”)

MPB:
Álbum:
“Abraçar e agradecer” (Maria Bethânia), “Batom bacaba” (Patricia Bastos) e “The bridge” (Lenine e Martin Fondse Orchestra)

Cantor: João Fenix (“De volta ao começo”), Lenine (“The bridge”) e Vidal Assis (“Álbum de retratos”)

Cantora: Maria Bethânia (“Abraçar e agradecer”), Patricia Bastos (“Batom bacaba”) e Zizi
Possi (“O mar me leva”)

Grupo: MPB4 (“O sonho, a vida, a roda viva!”), Quarteto em Cy (“Janelas abertas”) e Tão do Trio (“Flor de dor: Tão do Trio canta Etel Frota)

POP/ ROCK/ REGGAE/ HIP­HOP/ FUNK
Álbum: “Canções eróticas de ninar” (Tom Zé), “Palavras e sonhos” (Luiz Tatit) e “Tropix”
(Céu)

Grupo: BaianaSystem (“Duas cidades”), Metá Metá (“MM3”) e O Terno (“Melhor do que
parece”)

Cantora: Céu (“Tropix”), Larissa Luz (“Território conquistado”) e Maria Gadú (“Guelã
ao vivo”)

Cantor: Rael (“Coisas do meu imaginário”), Silva (“Silva canta Marisa”) e Zeca Baleiro (“Era domingo”)

SAMBA:
Álbum: “De bem com a vida” (Martinho da Vila), “O quintal do Pagodinho: Ao vivo ­ Vol. 3”
(Zeca Pagodinho) e “Samba original” (Pedro Miranda)

Cantora: Mart’nália (“Misturado”), Roberta Sá (“Delírio no Circo”) e Teresa Cristina
(“Teresa Cristina canta Cartola”)

Cantor: Martinho da Vila (“De bem com a vida”), Pedro Miranda (“Samba original”) e Zeca
Pagodinho (“O quintal do Pagodinho: Ao vivo ­ Vol. 3”)

Grupo: Casuarina (“7”), Galocantô (“Pano verde”) e Grupo Bongar (“Samba de gira”)

REGIONAL:
Álbum: “Cabaça d’água” (Alberto Salgado), “Celebração” (Valdir Santos) e “Vivo! Revivo!” (Alceu Valença)

Grupo: Grupo Rodeio (“Trilhando o Rio Grande”), Serelepe (“Forró por aí…”) e Viola
Quebrada (“Meus retalhos”)

Dupla: Caju e Castanha (“O papo no WhatsApp”), Craveiro e Cravinho (“Canta Tonico e
Tinoco”) e Zé Mulato e Cassiano (“Bem­humorados”)

Cantor: Alberto Salgado (“Cabaça d’água”), Alceu Valença (“Vivo! Revivo!”) e Raymundo
Sodré (“Os girassóis de Van Gogh”)

Cantora: Ana Paula da Silva (“Raiz forte”), Dona Onete (“Banzeiro”) e Socorro Lira (“Cores do Atlântico”)

INSTRUMENTAL:
Álbum: “A saga da travessia” (Letiers Leite e Orkestra Rumpilezz”), “Alegria” (Hamilton de Holanda) e “Outra coisa” (Anat Cohen e Marcello Gonçalves)

Solista: Hamilton de Holanda, Mestrinho e Toninho Ferragutti

Grupo: Banda Mantiqueira (“Com alma”), Letiers Leite e Orkestra Rumpilezz (“A saga da
travessia”) e Trio Madeira Brasil (“Ao vivo em Copacabana”)

ARRANJADOR: Letieres Leite (por “A saga da travessia, de Letieres Leite e Orkestra Rumpilezz”), Luis Felipe de Lima (por “Samba original, de Pedro Miranda) e Zé Manoel (por “Delírio de um romance a céu aberto”, de Zé Manoel)

PROJETO VISUAL: Filipe Cartaxo (por “Duas cidades”, de BaianaSystem), Giovanni Bianco (por “Amor geral”, de Fernanda Abreu) e Mário Niveo (por “Jardim pomar”, de Nando Reis)

CATEGORIAS ESPECIAIS:
Álbum eletrônico: “Craca, Dani Nega e o dispositivo tralha” (Craca e Dani Nega), “Incerteza” (Retalho) e “Subtropical temperado” (Projeto CCOMA)

Álbum infantil: “Farra dos Brinquedos” (Farra dos Brinquedos), “Os saltimbancos sinfônico” (Orquestra Petrobras Sinfônica) e “Vem dançar” (Pequeno Cidadão)

Álbum em língua estrangeira: “Old friends (the songs of Paul Simon)” (Ritchie e Black Tie) “Perpetual gateways” (Ed Motta) “Yentl em concerto” (Alessandra Maestrini)

Álbum erudito: “Ernesto Nazareth integral” (Maria Teresa Madeira), “Latinidade, música para as Américas” (Orquestra Ouro Preto) e “Radamés toca Radamés” (Quarteto Radamés Gnatalli)

Álbum projeto especial: “A luneta do tempo” (Alceu Valença), “Delírio de um romance a céu aberto” (Zé Manoel) e “Irineu de Ameida e o oficleide 100 anos depois” (vários artistas)

Melhor DVD: “A democracia da madeira” (vários artistas), “Dobrando a Carioca” (Zé Renato, Moacyr Luz, Jards Macalé e Guinga) e “Rainha dos raios ao vivo” (Alice Caymmi)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log in