Para quem gosta de música sem preconceitos - el Cabong

Pitty, BaianaSystem, Criolo e The Baggios indicados ao Grammy Latino

O Grammy Latino divulgou nessa terça, 24 de setembro, os indicados ao prêmio em sua edição 2019. Além de artistas veteranos e nomes do velho mainstream entre os indicados, aparecem também nomes ligados a gravadoras menores e ao chamado universo independente. Destaque para Criolo, que foi indicado a Melhor Canção em Língua Portuguesa, com ‘Etérea’, e Melhor Vídeo Musical Versão Curta, com ‘Boca de Lobo’. Nas categorias destinadas aos artistas de língua portuguesa, destaque para Pitty, BaianaSystem, The Baggios, Liniker e Os Caramelos, Alessandra Leão e Mahmundi.

Veja também:

Bahia exporta nova música em turnês de artistas pelo mundo.
BaianaSystem fura bolha no Prêmio Multishow com duas indicações.

Criolo se destaca por aparecer na categoria da língua portuguesa, mas também em uma para artistas em geral. Ele é um dos artistas brasileiros que aparecem entre os indicados nessas categorias. São outras quatro além da que aparece o rapper paulista. São elas: Canção do Ano, com “Desconstrução” de Tiago Iorc. Melhor Álbum de Música “Urbana”, com ‘Kisses’, de Anitta (Warner Music). Melhor Álbum Instrumental  com ‘Folia de Treis’, de Edu Ribeiro, Fábio Peron, Toninho Ferragutti (Blaxtream). Além de duas indicações Melhor Álbum de Engenharia de Gravação: ‘Anaí Rosa Atraca Geraldo Pereira, de Anaí Rosa, e ‘Encontros’, de Antonio Adolfo Featuring Orquestra Atlantica. Os profissionais responsáveis são Carlos Lima (engenharia de som), Carlos Lima (mixagem) e Carlos Lima (masterização), no disco de Anaí. Roger Freret (engenharia de som), Marcelo Sabóia (mixagem) e Ron McMaster (masterização), no trabalho de Antonio Adolfo.

Grammy para brasileiros

Na categoria Melhor Canção em Língua Portuguesa, parte dos indicados não pertence a grandes gravadoras e tem vínculo com o cenário mais independente. Além de Criolo, com já citado, o sergipano Mestrinho concorre com “Ansiosos pra Viver”, da Atração Fonográfica. Outra faixa fora do universo mainstream é “Mil e Uma”, de Arnaldo Antunes & Claudia Brant. A faixa integra o disco ‘Sincera’ da cantora argentina, lançado pela Brantones Records. As outras canções indicadas são “Desconstrução”, de Tiago Iorc, “Sem Palavras” de Mário Laginha & João Monge, para disco de António Zambujo, faixas lançadas em discos da Universal Music. A categoria foi vencida ano passado por Chico Buarque com “As Caravanas”.

Na categoria Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa, boa parte dos indicados são ligados a grandes gravadoras. No entanto, a maioria pertence ao que se convencionou chamar de independente ou ao que reconhecemos como música brasileira contemporânea. São eles o grupo As Bahias e a Cozinha Mineira, com ‘Tarântula’ e o projeto Mahmundi, com ‘Para Dias Ruins’, ambos pela Universal Music. Integrando esse cenário, aparece ainda a cantora Ana Cañas com ‘Todxs’, lançamento independente. Outro indicado é Jair Oliveira com ‘Selfie’, pela S de Samba/Ditto Brasil. Completa a lista a dupla Anavitoria, com ‘O Tempo é Agora’ (Universal Music). Ano passado, com nomes como Erasmo Carlos, Iza, Ana Vilela e Xênia França entre os indicados, o prêmio ficou com a cantora Anaadi.

Grammy independente

A categoria que mais chama atenção é a de Melhor Álbum de Rock ou de Música Alternativa em Língua Portuguesa. Em 2018, entre os indicados apareciam os nomes de Jay Vaquer, Tim Bernardes, Rubel e Kassin, e o vencedor foi o pernambucano Lenine. Para este ano a lista de indicados é ainda mais interessante. Entre eles, estão três nomes do Nordeste. Os sergipanos da The Baggios, com ‘Vulcão’ (Toca Discos), BaianaSystem com ‘O Futuro não Demora’ (Máquina De Louco) e Pitty com ‘Matriz’ (Deckdisc). Completam a lista Liniker e Os Caramelos com ‘Goela’ (Independente) e Chal, com ‘O Céu sobre a Cabeça’ (Toca Discos).

Entre os indicados a Melhor Álbum de Música Popular Brasileira aparecem os álbuns de Gilberto Gil, Jards Macalé, Zeca Baleiro, Nana Caymmi, Zélia Duncan e Delia Fischer. Na categoria Melhor Álbum de Samba/Pagode, que entre os indicados tem discos de Nego Álvaro, Mart’nália, Monarco, Péricles e Anaí Rosa. Há ainda os indicados a Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa. Entre os indicados estão a Alessandra Leão, Hermeto Pascoal, Elba Ramalho, a Foli Griô Orquestra, e Zé Mulato e Cassiano.

Veja lista completa dos indicados ao Grammy Latino.

VEJA AS INDICAÇÕES DOS ARTISTAS BRASILEIROS:

Canção do ano

– DESCONSTRUÇÃO – Tiago Iorc, songwriter (Tiago Iorc)

Melhor Álbum de Música “Urban”

– KISSES – Anitta [Warner Music]

Melhor Álbum Instrumental

– FOLIA DE TREIS – Edu Ribeiro, Fábio Peron, Toninho Ferragutti [Blaxtream]

Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa

– O TEMPO É AGORA – Anavitoria [Universal Music Ltda]
– TARÂNTULA – As Bahias e a Cozinha Mineira [Universal Music Ltda]
– TODXS – Ana Cañas [Independente]
– PARA DIAS RUINS – Mahmundi [Universal Music Ltda]
– SELFIE – Jair Oliveira [S de Samba/Ditto Brasil]

Melhor Álbum de Rock ou de Música Alternativa em Língua Portuguesa

– VULCÃO – The Baggios [Toca Discos]
– O FUTURO NÃO DEMORA – BaianaSystem [Máquina De Louco]
– O CÉU SOBRE A CABEÇA – Chal [Toca Discos]
– GOELA ABAIXO – Liniker e Os Caramelos [Independente]
– MATRIZ – Pitty [Deckdisc]

Melhor Álbum de Samba/Pagode

– CANTA SERENO E MOA – Nego Álvaro [Biscoito Fino]
– MART’NÁLIA CANTA VINICIUS DE MORAES – Mart’nália [Biscoito Fino]
– DE TODOS OS TEMPOS – Monarco [Biscoito Fino]
– EM SUA DIREÇÃO – Péricles [Onerpm]
– ANAÍ ROSA ATRACA GERALDO PEREIRA – Anaí Rosa [Selo Sesc]

Melhor Álbum de Música Popular Brasileira

– O AMOR NO CAOS – Zeca Baleiro [Onerpm]
– CANTA TITO MADI – Nana Caymmi [Biscoito Fino]
– TUDO É UM – Zélia Duncan [Biscoito Fino]
– TEMPO MÍNIMO – Delia Fischer [Nomad Música]
– OK OK OK – Gilberto Gil [Biscoito Fino]
– BESTA FERA – Jards Macalé [Zilles Produções]

Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa

– AJO – Foli Griô Orquestra [Foli Griô Orquestra/Tratore]
– MACUMBAS E CATIMBÓS – Alessandra Leão [YB music]
– HERMETO PASCOAL E SUA VISÃO ORIGINAL DO FORRÓ – Hermeto Pascoal [Scubidu Music]
– O OURO DO PÓ DA ESTRADA – Elba Ramalho [Deckdisc]
– REI CAIPIRA – Zé Mulato E Cassiano [VBS Produções]

Melhor Canção em Língua Portuguesa

– ANSIOSOS PRA VIVER – Mestrinho, songwriter (Mestrinho) [Atração Fonográfica]
– DESCONSTRUÇÃO – Tiago Iorc, songwriter (Tiago Iorc) [Universal Music Ltda]
– ETÉREA – Criolo, songwriter (Criolo) [Oloko Records]
– MIL E UMA – Arnaldo Antunes & Claudia Brant, songwriters (Claudia Brant Featuring Arnaldo Antunes) faixa de: Sincera [Brantones Records Inc.]
– SEM PALAVRAS – Mário Laginha & João Monge, songwriters (António Zambujo) faixa de: Do Avesso [Universal Music Portugal]

Melhor Álbum de Engenharia de Gravação

– ANAÍ ROSA ATRACA GERALDO PEREIRA – Carlos Lima, engineer; Carlos Lima, mixer; Carlos Lima, mastering engineer (Anaí Rosa) [Selo Sesc]
– ENCONTROS – Roger Freret, engineer; Marcelo Sabóia, mixer; Ron
McMaster, mastering engineer (Antonio Adolfo Featuring Orquestra Atlantica) [Aam Music]

Melhor Vídeo Musical Versão Curta

– BOCA DE LOBO – Criolo – Denis Cisma & Pedro Inoue, video directors; Saigon – Filmes, video producer [Saigon Filmes]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tagged under:

2 Comments

  1. Pingback: Para se manter atualizado: veja os novos clipes da música brasileira » Para quem gosta de música sem preconceitos

  2. Pingback: Festival de Música Educadora FM anuncia finalistas; veja lista | » Para quem gosta de música sem preconceitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Log in