Para quem gosta de música sem preconceitos - el Cabong

Os lançamentos dos últimos dias para ouvir e conhecer

Já virou tradição que sexta-feira é dia de lançamentos no mundo da música. Singles, EPs, e álbuns em todo o mundo são colocados aos montes nas plataformas de streaming. É um desafio para quem gosta de música dar conta de tanta novidade. Por aqui não nos prendemos a um dia específico, ainda mais em uma semana com tantos lançamentos que continuam sendo disponibilizados no sábado, no domingo, segunda…

Mais uma vez fizemos um apanhado do que saiu de mais interessante na música nos últimos dias. Resolvemos facilitar para vocês e comentar álbum a álbum, EP a EP, para ficar mais fácil sacar cada um destes novos trabalhos. Entre as dezenas de disco, novos trabalhos de nomes como Mogwai, Alaídenegão, The Hold Steady, A Espetacular Charanga do França, Zuhri, Igapó de Almas, Gigito, Animal Collective , Juliano Holanda, Tindersticks, Pauline Anna Strom, Laure Briard e Joe Silhueta.

Veja também:

– Os álbuns e EPs previstos para 2021 no Brasil, na Bahia e no mundo.

Entre os singles, destaque para os encontros, feats ou participações, como queiram chamar. Tem Major Lazer com Ludmilla e ÀTTØØXXÁ, Ministereo Público com Luedji Luna, Arcade Fire com Owen Pallett, Romero Ferro com Duda Brack, Luna França e Tiê, LG Lopes com Vitor Ramil, Victor Xamã com Froid, Dom La Lena com Julieta Venegas, Mahalia com Rico Nasty além de ÉoCrosss com um time rappers baianas Áurea semiseriaa, Bel4triz, Janaina Noblah, Nessa e Maya.

Tem novas também de King Gizzard & the Lizard Wizard, Matt Berninger, Ale Sater, José González, Marulhos, Karol Freitas, Péri, Kaytranada, Simona Talma, Ice Age e muito mais.

Singles

Álbuns

Alaídenegão – Cantos da Beira
Em seu terceiro álbum, a banda manauara faz seu costumeiro baile, olhando para o interior, para as beiras de rio, mas também para o mar e para o horizonte.

The Hold Steady – Open Door Policy
A veterana banda nova-iorquina lança seu oitavo álbum mantendo seu indie rock selvagem. O álbum, gravado em 2019, mas traz temas bem atuais como poder, riqueza, liberdade e saúde mental.

A Espetacular Charanga do França – Nunca Não é Carnaval
A banda paulista faz um passeio por sonoridades carnavalescas, desde os blocos afro, axé music e pagode dos anos 90 até os ritmos de New Orleans e as melodias da música etíope.

Mogwai – As The Love Continues
Após 25 anos e 10 álbuns, a banda escocesa mantém sua atmosfera melancólica e uma capacidade de criar o melhor que o post-rock pode oferecer.

Igapó de Almas – Mar de Paradoxos
Terceiro álbum do grupo de Natal, Rio Grande do Norte, que apresenta uma música brasileira experimental não cabeçuda com canções, unindo violão, eletrônica e percussão.

Gigito – Coleção de Estragos
O artista baiano canta, compõe e toca banjo, violão e mandolin para criação de seu universo baseado em bluegrass e country, mas também folk, rock e punk.

The Egyptian Lover – 1986
Rap old school, direto dos anos 1980, com teclados, beats, vocoders e sonoridade remetendo ao que era feito há 40 anos. É o terceiro álbum dessa série oitentista do rapper californiano.

Animal Collective – Crestone (Original Score)
O queridinho grupo indie experimental fez a trilha-sonora de um documentário sobre um grupo de rappers que vivem isolados no deserto cultivando maconha e fazendo música para a internet.

Wealstarr – Gratidaoh
O produtor/ DJ francês mergulha mais uma vez no universo dos bailes de funk carioca, dando sua versão ao gênero com um tratamento do que há de mais atual na música eletrônica.

Senyawa – Alkisah
Duo de Jacarta promove uma música vanguardista que mescla doom metal, experimentalismo e sonoridades tradicionais da Indonésia.

Black Dresses – Forever In Your Heart
Metal industrial eletrônico lésbico promovido pela dupla de garotas canadenses.

Lael Neale – Acquainted with Night
Apenas a suave voz e um omnichord (peculiar instrumento eletrônico) são suficientes para a jovem artista californiana mostrar sua poesia sobre isolamento, mortalidade e transcendência.

Another Michael – New Music and Big Pop
O trio indie da Filadélfia toma novos rumos nesse novo álbum, focando agora numa sonoridade mais folk, sempre com a bela voz do cantor e compositor Michael Doherty em destaque.

Bface – Egoritmos
O beatmaker, rapper e produtor musical curitibano lança seu segundo álbum com influências que vão de jazz a folk angolano.

QOQEQA – AxuxA
Estreia desse projeto peruano que trafega por ritmos afro e andinos e referências tribais trabalhadas através de texturas e eletrônica.

Juliano Holanda – Por onde as casas andam em silêncio
Impulsionado pelo difícil momento vivido no país, o cantor e compositor pernambucano lança seu novo trabalho carregado de amargor, inconformismo e desilusão.

Tindersticks – Distractions
Também indies de uma geração mais antiga, os ingleses seguem inquietos e nesse trabalho encontram novos rumos, com texturas, atmosferas e covers de Neil Young, Television Personalities e Dory Previ.

Ghetts – Conflict of Interest
Com quase 20 anos de carreira, o rapper londrino lança seu terceiro álbum de estúdio (primeiro numa grande gravadora) se consolidando como um grande nome do grime, sem apelar para o pop fácil e mantendo as letras e rimas certeiras.

Katy Kirby – Cool Dry Place
De Nashville, Tennessee, Katy Kirby mergulha em seu primeiro álbum num indie folk sensível e carregado de emoção abordando temas diversos.

Cassandra Jenkins – An Overview on Phenomenal Nature
Segundo trabalho da cantora e compositora nova-iorquina que desfila suas belas e emotivas canções sustentadas com saxofone, loops de bateria, instrumentos acústicos e sintetizadores new age.

SG Lewis – times
O jovem produtor inglês recria e aponta para uma nova disco music em seu disco de estreia em estúdio, no qual se utiliza de house, funk e pop para dar ainda mais tempero.

Pauline Anna Strom – Angel Tears in Sunlight
Falecida em dezembro de 2020, uma das pioneiras da música eletrônica teve lançado seu primeiro trabalho de inéditas depois de mais de 30 anos, mostrando sua música ambiental cósmica.

Tash Sultana – Terra Firma
Segundo álbum da cantora, compositora e multi-instrumentista australiana que passeia por rock psicodélico, indie e reggae rock.

Indigo Sparke – eco
A cantora e compositora australiana apresenta seu indie folk num álbum que trata de forma profunda e íntima da morte e da decadência.

Chung Ha – Querencia
Depois de 5 EPs, a cantora sul-coreana estreia em disco com seu misto de K-Pop, R&B e electro swing, que reforça a força da música pop da Coréia do Sul nos tempos atuais.

Om Unit – Acid Dub Studies
Fusão de dub reggae + techno + ambient ácido direto de Bristol

Mauricio Madureira- O Dilema do Peixe
O cantor e compositor paulista apresenta sua produção de canções autorais com temática politica

EPS

Lava La Rue – BUTTER​-​FLY
Direto de Londres, a artista apresenta canções de amor queer que trafegam entre R&B, rap e pop, indo do romântico ao psicodélico.

Zuhri – Rap’dinhas
Definindo como um mini álbum, o novo EP da banda soteropolitana traz 4 faixas autorais curtinhas no clima rapjazz que marca o grupo.

Joe Silhueta – Outras trilhas
Antes do novo álbum, o grupo de Brasília solta este EP com material inédito, que inclui sobras do primeiro disco e uma versão para música de Walter Franco.

Laure Briard – Eu Voo
A francesa Laure Briard lança EP com participação especial do My Magical Glowing Lens, Benke Ferraz (Boogarins) e Giovani Cidreira.

Thiago David e Heitor Dantas – Dr. Heitor
O cantor carioca Thiago David se debruça sobre músicas do instrumentista baiano Heitor Dantas, que participa cantando e tocando violão de aço.

Aló Presidente – ¿Qué Tal, Mortal?
Banda de amigos que produz indie rock/ garage direto da cidade universitária de Murcia, na Espanha.

Murilo Silvestrim – A Última Luz Acesa Madrugada Adentro
Em isolamento social, o cantor e compositor paranaense se muniu de voz, violões de aço e nylon, viola, guitarra, ukulele, bateria e synths para falar de solidão e medo.

Alicia Clara – Outsider​/​Unusual
A cantora e compositora canadense desponta como boa aposta com seu EP de estreia, onde revela uma voz suave e uma série de canções no melhor espírito do dream pop.

Os Amanticidas – Todos os Protocolos ou Quatro Marchinhas em Busca de um Carnaval
A banda paulista lança novo EP focado em marchinhas que tratam com humor dos dissabores do Brasil e de seu governo diante da pandemia de Covid-19.

Nicola Cruz – Subtropique
Em seu trabalho de estreia, o produtor equatoriano apresenta uma massa sonora eletrônica e psicodélica tendo a percussão como inspiração.

Llari – Llari
A alagoana lança seu primeiro trabalho solo, mesclando reggaeton, carimbó, samba, R&B, funaná e coco de roda com colaboração de nomes como Manoel Cordeiro, Davi Moraes, Wado e Alvinho Cabral.

Hand Habits – dirt
O EP curtinho do projeto da cantora e compositora Meg Duffy traz seu folk marcante, incluindo uma versão para música de Neil Young.

Giant Swan – Do Not Be Afraid Of Tenderness
A dupla finlandesa solta três novas faixas de seu punk techno agressivo e hipnótico.

Rian Treanor – Obstacle Scattering
O novo trabalho do produtor inglês segue sua proposta de brincar com sonoridades eletrônicas misturando gêneros.

Sir Sly – The Rise & Fall of Loverboy – Singles
Antes de soltar o terceiro álbum, essa banda norte-americana reúne os singles prévios do novo trabalho calcado no indie rock.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Log in