Para quem gosta de música sem preconceitos - el Cabong

Maio da música: reabertura da Concha, Festival de Jazz e muitos shows em Salvador

Num momento em que o país atravessa uma de suas crises mais sérias, com tentativa de golpe, Congresso agindo de forma suspeita e questionável, descrença nas instituições e economia em péssima situação, a música parece não ser o foco das atenções, mesmo para quem vive mergulhado nisso. Ainda assim, precisamos de válvulas de escape, necessitamos respirar, esquecer tudo e mergulhar em ambientes positivos. A música pode proporcionar não só um alívio, mas uma esperança também, e em maio Salvador vai ter um daqueles meses marcantes, com reabertura da Concha, Festival de Jazz e muitas atrações de fora da Bahia passando pela cidade.

Veja também:
Relembre como foi o show histórico do BaianaSystem na despedida da Concha antes da reforma.
– Novas casas de shows dão gás à música em Salvador.

Sem dúvida a melhor notícia para quem gosta de música é que um dos espaços para shows mais consagrados do país vai finalmente voltar à ativa. Depois de passar quase três anos fechada para uma reforma, a Concha Acústica do Teatro Castro Alves vai reabrir em maio com um espécie de festival com atrações de peso nacional e local. Entre os nomes estão Maria Bethânia, BaianaSystem com participação de Ney Matogrosso e um show especialíssimo com a formação original do Novos Baianos.

reaberturaconcha

O Eu Sou a Concha, que é como foi batizado o evento, começa no dia 13, sexta-feira, com um show da cantora Maria Bethânia que recebe Margareth Menezes como convidada. Na mesma noite aconteec o espetáculo cênico-musical Kindembu, reunindo os principais blocos afro da Bahia, com cada um recebendo um convidado de outra vertente musical. O Afoxé Filhos de Gandhy convida o grupo de neo-mpb-eletrônica Tropical Selvagem, o Ilê Aiyê recebe o cantor e compositor Dão, o Muzenza terá particpação da cantora Ellen Oléria, de Brasília, o Malê Debalê terá a cantora Larissa Luz como convidada e o Cortejo Afro recebe a cantora Marcia Castro. Neste primeiro dia não haverá venda de ingressos, a inauguração será exclusiva para convidados especiais, mas nada de ambiente Vip para sub-celebridades. Os convites serão distribuídos para os operários que trabalharam na reforma e para participantes de projetos sociais das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), hospitais Martagão Gesteira e Aristides Maltez, Projeto Axé, Neojibá, Olodum, Ilê Aiyê e Bases Comunitárias.

A programação continua nos dois dias seguinte com ingressos sendo vendidos a R$ 60 a inteira e R$ 30 a meia. No dia 14, sábado, serão realizados shows de Carlinhos Brown, que receberá o cantor Lazzo Matumbi como convidado e do grupo BaianaSystem, que terá como convidado o cantor Ney Matogrosso. No domingo, dia 15, os Novos Baianos, com sua formação original, Moraes, Baby, Pepeu, Paulinho Boca e Galvão, se reúnem em apresentação única e exclusiva para tocar o clássico disco “Acabou Chorare”, além de algumas músicas do “Futebol Clube”. A reforma da Concha, que custou R$ 90 milhões, inclui melhorias e recuperação da arquibancada, camarotes, camarins, nova cobertura, casa de máquinas e um estacionamento para 300 carros. O projeto é requalificar todo o espaço do TCA, que se consolidará como um grande complexo cultural. As entradas serão vendidas a partir de 30 de abril pelo site Ingresso Rápido, na bilheteria do Teatro Castro Alves (TCA) e nos SAC do Shopping Barra e do Bela Vista.

Festivais no Rio Vermelho – Outros dois festivais vão agitar a cidade em maio, ambos no Rio Vermelho e com entrada franca ao público. Nos dias 7 e 8, no Largo da Mariquita, acontece o Festival Salvador Jazz, segunda edição do evento, que teve início ano passado com três dias de evento no Farol da Barra. Este ano reduzido e com menos atrações de peso, o festival tem levantado críticas de empresários e donos de casas de show do Rio Vermelho, que consideram que é danosa a realização de grande eventos gratuitos promovidos pelo poder público num bairro já com muitas opções culturais.

festivaljazzssa

No dia 7, sábado, alguns encontros marcarão a noite. A Orquestra Afrosinfônica recebe o compositor e guitarrista mineiro Toninho Horta, a banda Skanibais recebe os Retrofoguetes, e o projeto de Gabi Guedes, o Pradarrum recebe o tecladista Donatinho. Completam a noite os grupos Baia Brass Musical e Janela Brasileira. No dia seguinte, domingo (8), acontecem outros encontros especiais: Mou Brasil recebe o trombonista Raul de Souza e Armandinho se apresenta ao lado do bandolinista e compositor Hamilton de Holanda. Completam a programação o Sexteto 1deCada e Letieres Leite e Quinteto Musical, que fecha a noite.

Já entre os dias 20 e 22 de maio, acontece as finais do Musa – Festival de Música Universitária de Salvador, com apresentação dos candidatos e de artistas convidados. O evento acontece no estacionamento da Praça Caramuru, no agora gourmetizado Mercado do Peixe. Se apresentam no evento as bandas Diamba, Scambo e Nossos Baianos.

Mas maio não é apenas de festivais e eventos grandiosos, uma série de shows passarão pela cidade, trazendo para capital baiana nomes de destaque da música nacional. No domingo, dia primeiro, a banda paulista de hardcore Questions (SP) se apresenta no no Dubliners Irish Pub. No dia 5, o também paulista Thiago Pethit faz seu primeiro show em Salvador no Commons Studio Bar. No mesmo dia tem início mais uma temporada da terceira edição do Circuito Música Bahia, esta vez com a banda Vivendo do Ócio recebendo o cantor Gerônimo como convidado. Os shows acontecem até o domingo dia 8, na Caixa Cultural. No dia 6, é a vez da curitibana Karol Conká apresentar seu elogiado show na Praça Pedro Arcanjo, no Pelourinho. No dia seguinte, também no Pelourinho, mas no Largo Tereza Batista, tem show do pernambucano Johnny Hooker.

showsmaio

A programação continua no dia 14, com o alagoano Wado se apresentando no Espaço Cultural Dona Neuza. Dia 20, a banda cearense Selvagens a Procura de Lei toca no Portela Café, enquanto duas bandas internacionais, Soja e The Wailers com Julian Marley, fazem show no Wet ’N Wild. No dia seguinte, 21, tem Titãs no Armazém Hall, em Villas do Atlântico. No dia 22, o rock nacional se junta para uma celebração de sua história, com Pitty, Paralamas, Nando Reis e Paula Toller apresentando o projeto Viva Rock Brasil na praça Wilson Lins, na Pituba. O mês se encerra com a banda de metal curitibana Amen Corner se apresentando no Dubliners Irish Pub, no dia 26. Tudo isso sem falar dos diversos shows de bandas e artistas locais espalhados pelos quatro cantos da cidade. Haja fôlego. De qualquer forma são boas chances de dar um respiro diante de um momento tão tenso e grave pelo qual estamos passando.

Veja aqui agenda de shows com data, horário, local e preços.

Conheça abaixo músicas de algumas das atrações que se apresentam em maio em Salvador:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Log in