Para quem gosta de música sem preconceitos, numa visão a partir da Bahia - :: el Cabong ::

Larissa Luz é única baiana indicada ao Grammy Latino

O Grammy Latino divulgou, no último dia 22 de setembro, os indicados de sua 17ª edição, com algumas boas surpresas. Entre elas está o segundo disco da cantora baiana Larissa Luz, ‘Território Conquistado’, lançado no início de 2016. Ela é a única representante da Bahia no prêmio e aparece na categoria ‘Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa’, ao lado de trabalhos de Tiago Iorc, Céu, Mariza e Thiago Ramil.

A categoria, que já teve Tulipa Ruiz, Ivete Sangalo e Seu Jorge como ganhadores em anos anteriores, revela como a música brasileira contemporânea vive um novo momento. Nomes badalados, midiáticos e muitas vezes de relevância duvidosa, reforçados pela influência das gravadoras (bandas como Ultraleve, Onze:20 e Jamz, por exemplo, já estiveram entre os indicados), perdem espaço. Artistas com consistência, discos com preocupação mais musical do que mercadológico e nomes que representam mais a produção musical contemporânea aparecem mais fortalecidos.

larissaluzterritorioconquistadocapa

O disco ‘Território Conquistado’ pode ser baixado gratuitamente. Clique na imagem.

É o caso de Larissa, que pela primeira vez ganha uma indicação dessa envergadura. Sem dúvida, uma oportunidade de expandir o disco e seu trabalho. “Eu fiquei feliz porque é um prêmio sério, e eles criam um espaço bacana de visibilidade aos artistas. Propagam o nosso trabalho para lugares antes não visitados e quanto mais espaço, mais possibilidades”, diz a cantora. Para ela, uma indicação a um prêmio desse porte é mais um degrau no trabalho processual que vem construindo. “Dá um gás para seguir na luta conquistando territórios. É significativo no sentindo representativo também, sou uma mulher negra resistindo e atuando. Estar em lugar de destaque é sempre revolução”.

A cerimônia de premiação do Grammy Latino ocorrerá no dia 17 de novembro, em Las Vegas, mas, até lá, Larissa colhe os frutos da indicação. “Já vejo sinais de novos horizontes, a busca de um público internacional que está conhecendo meu trabalho por conta da indicação. Já venho planejando a construção da carreira internacional. Agora vou aproveitar o embalo”, diz Larissa. Em “Território Conquistado’, a cantora apresenta um discurso atual, no qual fala do empoderamento da mulher negra com letras incisivas e uma mescla de ritmos como rap, trap, dubstap e rock, com a percussão afro-brasileira e baiana, injetando samba duro, ijexá e samba reggae na mistura. O disco tem produção da própria cantora, ao lado de Jr. Tostoi, Pedro Tie e Pedro Itan.

Confira as categorias com indicados ao Grammy Latino 2016:

Álbum do Ano
Tour Terral Tres Noches En Las Ventas – Pablo Alborán
Cinema (edição em espanhol) – Andrea Bocelli
Mil Ciudades – Andrés Cepeda
Vidas Pra Contar – Djavan
Conexión – Fonseca
Los Dúo 2 – Juan Gabriel
Un Besito Más –  Jesse & Joy
¿Dónde Están? – José Lugo & Guasábara Combo
Buena Vida –  Diego Torres
Algo Sucede – Julieta Venegas

Gravação do Ano
“Cuestión De Esperar” – Pepe Aguilar
“Se Puede Amar” – Pablo Alborán
“Me Faltarás” – Andrea Bocelli
“Si Volveré” – Buika
“Vidas Pra Contar” – Djavan
“Duele El Corazón” – Enrique Iglesias feat. Wisin
“Ecos de Amor” –  Jesse & Joy
“Lado Derecho Del Corazón” – Laura Pausini
“Iguales” – Diego Torres
“La Bicicleta” – Carlos Vives & Shakira

Canção do Ano 
“A Chama Verde” – Patty Brayden, Ned Claflin & John Finbury, compositores (John Finbury feat. Marcella Camargo)
“Bajo El Agua” – Manuel Medrano, compositor (Manuel Medrano)
“Céu” – Celso Fonseca, compositor (Celso Fonseca)
“Duele El Corazón” – Enrique Iglesias, Patrick A. Ingunza, Silverlo Lozada, Servando Moriche Primera Mussett, Hasibur Rahman, Francisco Saldana & Wisin, compositores (Enrique Iglesias feat. Wisin)
“Ecos De Amor” – Jesse & Joy, Danelle Leverett, Jason Reeves & Rune Westberg, compositores (Jesse & Joy)
“En Ésta No” – Sin Bandera, compositor (Sin Bandera)
“Es Como El Día” – Kevin Johansen, compositores (Kevin Johansen + The Nada)
“Hermanos” – Moska & Fito Páez, compositores (Fito Páez & Moska)
“La Bicicleta” – Andrés Castro, Shakira & Carlos Vives, compositores (Carlos Vives & Shakira)
“La Tormenta” – Flavio Cianciarulo, compositor (Los Fabulosos Cadillacs)

Melhor Artista Revelação
Sophia Abrahão
Alex Anwandter
The Chamanas
Esteman
Joss Favela
Ile
Mon Laferte
Manuel Medrano
Morat
Ian Ramil

Melhor Álbum de Música Urbana
“Energia” – J Balvin
“Luz” – El B
“Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa…” – Emicida
“Visionary” – Farruko
“Despierta” – Arianna Puello

Melhor Álbum de Cantor-compositor
“Todavía” – Francisco Céspedes
“Vidas pra Contar” – Djavan
“Arde Estocolmo” – Pedro Guerra
“Mis Américas, Vol. 1/2” – Kevin Johansen + The Nada
“Auténtico” – Alejandro Lerner
“Manuel Medrano” – Manuel Medrano

Melhor Álbum Instrumental
“Mercosul” – Víctor Biglione
“Samba de Chico” – Hamilton de Holanda
“Donato Elétrico” – João Donato
“Argentum” – Carlos Franzetti
“Mosaico” – Bruno Miranda

Melhor Álbum de Jazz Latino
“Jobim Jazz (Ao Vivo)”  – Mario Adnet
“Tropical Infinito” – Antonio Adolfo
“Between Brothers” – Raul Agraz
“Big Band” – Carrera Quinta
“Cuba: The Conversation Continues” – Arturo O’Farril & The AFro LatinJazz Orchestra

Melhor Canção em Língua Portuguesa
“Amei te Ver” – Tiago Iorc
“D de Destino” – Almir Sater & Renato Teixeira
“Maior” – Dani Black feat. Milton Nascimento
“Maria da Vila Matilde” – Elza Soares
“Vidas pra Contar” – Djavan

Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa
Tropix – Céu
Troco Likes – Tiago Iorc
Território Conquistado – Larissa Luz
Mundo – Mariza
Leve Embora – Thiago Ramil

Melhor Álbum de Rock em Língua Portuguesa
Manual – Boogarins
Derivacivilização – Ian Ramil
Éter – Scalene
Canções de Exílio – Jay Vaquer
Distante Em Algum Lugar – Versalle

Melhor Álbum de Samba / Pagode
De Bem Com a Vida – Martinho da Vila
Notícias Dum Brasil 4 – Eduardo Gudin
Tem Mineira no Samba – Corina Magalhães
Na Veia – Rogê & Arlindo Cruz
Sambas para Mangueira (Vários Artistas)

Melhor Álbum de Música Popular Brasileira
Dilúvio – Dani Black
Todo Caminho É Sorte – Roberta Campos
Like Nice – Celso Fonseca
Delírio – Roberta Sá
A Mulher do Fim do Mundo – Elza Soares

Melhor Álbum de Música de Raízes Brasileiras
No Forró do Seu Rosil – Lucy Alves & Clã Brasil
Heraldo do Monte – Heraldo do Monte
Cordas, Gonzaga e Afins – Elba Ramalho
AR – Almir Sater & Renato Teixeira
A Luneta e Tempo, Trilha Sonora Original de Alceu Valença – Alceu Valença

Melhor Álbum de Música Sertaneja
Amanhecer – Paula Fernandes
Bar do Leo – Leonardo
Adivinha – Lucas Lucco
Baile do Teló – Michel Teló
Sóis – João Victor

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log in