Para quem gosta de música sem preconceitos - el Cabong

Casas de shows param de funcionar em Salvador e eventos são cancelados

Como forma de evitar a proliferação do coronavírus, a Prefeitura de Salvador decidiu tomar diversas medidas que afetam a realização de eventos, como festivais, e interrompem o funcionamento de casas de shows. Em um decreto, publicado nesta segunda-feira (16 de março), foi determinado o fechamento de Teatros e demais Casas de Espetáculos, além de cinemas, parques públicos e academias. Anteriormente, a prefeitura já havia proibido a realização de eventos com mais de 500 pessoas. Vários eventos e festivais já cancelaram ou adiaram suas realizações em várias cidades baianas. O Governo do Estado determinou a suspensão de eventos de cunho cultural, político ou religioso que reúnam mais de 50 pessoas em Salvador, Feira de Santa e Porto Seguro. Com as medidas, a previsão é de suspensão das atividades musicais nas próximas semanas.

Veja também:
Tarja Turunen (ex-Nightwish) tem show confirmado em Salvador.
A-ha anuncia turnê pelo Brasil com show em Salvador.

Entre os maiores eventos cancelados/adiados estão a Micareta de Feira de Santana, o Festival de Arembepe e o Dopemoske Festival. O festival Zona Mundi soltou um comunicado informando que a sétima edição do evento foi adiada para os dias 8 e 9 de agosto de 2020. Nele, a produção explica também que os ressarcimentos de valores serão feitos através do Sympla. Sugere ainda que o público considere aceitar o adiamento do ingresso ao invés de pedir reembolso. “Toda a rede de artistas e profissionais estão sento afetados em todo o mundo. Precisamos muito da colaboração dos fãs nesse momento difícil”, explica.

O decreto da prefeitura vai atingir muitos outros eventos, gerando um problema econômico para um setor que já trabalha sem margem alguma. A decisão é necessária, mas é preciso pensar em soluções de sustentabilidade. Não só em como as casas e seus proprietários vão se sustentar, mas também funcionários e os diversos profissionais da cadeia da música envolvidos. Isso vai de artistas, músicos e técnicos até seguranças, bilheteiros, pessoal de limpeza etc. Lembrando que o decreto da Prefeitura prevê o fechamento por 15 dias, podendo ser prorrogado.

Os parques da Cidade, das Dunas e dos Ventos e a Praça Dois de Julho, geridos pela Prefeitura, também deixam de funcionar, com os eventos programados para esses espaços automaticamente cancelados. Além do fechamento dos espaços culturais e parques, também suspensa a presença de público nas inaugurações e atos da prefeitura. As medidas incluem também a suspensão das aulas na rede municipal e privada na cidade a partir desta quarta-feira (18). Não está previsto no decreto a suspensão do funcionamento de shopping centers e igrejas.

O decreto prevê também a suspensão por tempo indeterminado de recadastramento para pensionistas e aposentados; suspensão de férias e licenças de profissionais da área de saúde, Guarda Municipal, secretaria de promoção Social e Defesa Civil; trabalho remoto para todos os funcionários acima de 60 anos.

A Fundação Gregório de Mattos também suspendeu a programação dos espaços culturais do município, bem como as atividades artísticas desenvolvidas por essa instituição pelos próximos quinze dias. A instituição é responsável pela Casa do Benin, Espaço Cultural da Barroquinha, Teatro Gregório de Mattos, Espaços Culturais Boca de Brasa (Subúrbio 360, Centro, CEU de Valéria, Muncab, Casa do Sol, Picolino e Quabales), Café Teatro Nilda Spencer e Sala Multiuso.

Leia a parte do decreto que trata das Casas de Shows:

“Suspensão de Atividades de Estabelecimentos
Art. 5º Fica suspenso, pelo prazo de 15 (quinze) dias corridos, o
funcionamento dos seguintes estabelecimentos:
I- Academias de Ginástica;
II- Cinemas;
III-Teatros e demais Casas de Espetáculos; e
IV- Parques Infantis privados.

Parágrafo único. O não cumprimento das medidas estabelecidas no presente Decreto será caracterizado como infração à legislação municipal e sujeitará o infrator às penalidades e sanções aplicáveis, inclusive, no que couber, cassação de licença de funcionamento.”

Veja lista de eventos musicais suspensos ou adiados em toda Bahia:

Dopemoske Festival – Feira de Santana (seria dia 20 de março)
Ressaca do Bloco DHJA8 – Salvador (seria dia 20 de março)
Festival de Arembepe – Camaçari (seria entre os dias 20 e 22 de março)
Festival Zona Mundi – Salvador (adiado para 8 e 9 de agosto)
Alok – Salvador (Seria dia 29 de março)
Ceumar (Seria 4 de abril)
Micareta de Feira de Santana (seria entre os dias 23 a 26 de abril)

1 Comentário

  1. Pingback: Artistas e festivais promovem shows online para animar isolamento | » Para quem gosta de música sem preconceitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Log in