Para quem gosta de música sem preconceitos, numa visão a partir da Bahia - :: el Cabong ::

Após reinauguração, Concha recebe grandes shows

Foram três anos parada para uma reforma, seguido de um festival em maio com grandes shows para marcar a reinauguração, a partir deste mês de julho, finalmente, a Concha Acústica vai embalar uma sequência de shows e voltar à rotina do público baiano. Otto, Emicida, Paralamas, Djavan, Nando Reis, Criolo, Elza Soares, Lulu Santos, Zeca Pagodinho, Zé Ramalho e A Cor do Som já estão com shows marcados e programados para as próximas no local. Racionais MC’s e Elza Soares estão com datas indefinidas. Além do festival Rock Concha, já confirmado, mas com atrações ainda a ser anunciadas.

Veja também:
BaianaSystem é atração de festivais pelo Brasil e parte para conquista nacional.
– Novas casas de shows dão gás à música em Salvador.
Agenda com programação de festas e shows em Salvador.

A série de shows começa com Djavan nos próximos dia 23 e 24, apresntando seu novo álbum, “Vidas para contar”, lançado em novembro do ano passado. O mês de julho terá ainda apresentação dos Paralamas do Sucesso, no dia 31. A banda faz uma apresentação unindo sucessos de seus quase 40 anos de carreira, além de versões de canções de Tim Maia, Led Zeppelin e Sting.

É no mês de agosto, no entanto, que a agenda da Concha esquenta com shows em todos os fins de semana. Uma programação bem diversidade, com atrações para todos quase os gostos. Começa no dia 6, com Zeca Pagodinho, seguindo com Nando Reis no dia 7, Zé Ramalho no dia 12, Criolo no dia 14, Otto e Ifá Afrobeat no dia 20, Lulu Santos no dia 27 e Beth Carvalho, dia 28.

O cantor Zeca Pagodinho traz seu show com sucessos da carreira, enquanto Nando Reis apresenta “No Recreio – Voz Violão”, que, como o nome já diz, traz o cantor e compositor munido apenas de voz e violão para mostrar suas músicas mais consagradas. Zé Ramalho volta à Concha para apresentar seu show de 40 anos, no qual revisita seus grandes sucessos, como “Avohai”, “Frevo Mulher”, “Admirável Gado Novo”, “Chão de Giz”, “Beira-Mar”, ““Vila do Sossego”, além de mostrar releituras de músicas de Raul Seixas, como “Gita” e “Medo da Chuva”.

O show de Criolo comemora o relançamento do LP e CD “Ainda Há Tempo”, o primeiro da carreira do cantor paulista, que ganhou uma nova versão esse ano. Com ingressos entre R$ 40 a R$ 200, a apresentação traz o cantor paulista acompanhado pelos DJs DanDan e Marco, e de seu eterno parceiro, Daniel Ganjaman, na mesa de som, mixando ao vivo com técnicas dos soundsystems de reggae e de música eletrônica. O show tem ainda uma releitura audiovisual de sua vida, com animações adaptadas à dinâmica da apresentação.

Agosto tem ainda a estreia do projeto Conexão SSA, que abre com o cantor e compositor pernambucano Otto. Ele traz para Salvador o show de sua mais nova turnê, Recupera”, na qual faz um resgate de músicas de várias fases de sua carreira que dificilmente entram nos setlists, mas são muito pedidas pelos fãs. Entre elas, “Distraída Pra Morte”, de Samba pra Burro (1998), “Pelo Engarrafamento”, de Condon Black (2001), “Quem Sabe Deus” e “Indaguei a Mente”, de Sem Gravidade (2003).  Em cada edição, o Conexão SSa vai juntar um artista consagrado com um novo talento baiano, neste primeiro show o convidado é a banda Ifá Afrobeat. Os ingressos já estão à venda por R$ 60 e R$ 30 (pista). Para finalizar o mês, o veterano Lulu Santos traz mais uma vez seu show par a capital baiana, no dia 28, e a cantora e sambista Beth Carvalho, no dia 28.

Setembro começa com a volta da clássica banda A Cor do Som, no dia 2, com sua formação original. Armandinho, Dadi Carvalho, Mu Carvalho, Gustavo Schroeter e Ary Dias vão apresentar a mistura de choro, frevo, rock e música erudita que os tornou populares nos anos 70 e 80, com clássicos como “Zanzibar”, “Beleza Pura”, “Menino Deus”, “Semente do Amor” e “Abri a Porta”, entre outras. O show também trará novidades, como uma música em homenagem a Dominguinhos, uma das que fazem parte do novo disco da banda que será lançado em breve. No dia 4, o rapper paulista Emicida retorna a Salvador com o show “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa”, um dos discos mais elogiados de 2015. No dia 16, quem volta à Concha é a banda Teatro Mágico.

Ainda sem data definida, mas com previsão par ao mês de novembro, dois shows que prometem.O Racionais MCs, pilar do rap nacional, está com show confirmado para a Concha com o show de seu último disco “Cores & Valores. Assim como a cantora Elza Soares, que traz novamente para a capital baiana o elogiado e premiado show do disco “A Mulher do Fim do Mundo”. Um pouco antes, em outubro, acontece o festival Rock Concha, ainda sem as atrações definidas, mas com a data confirmada para 29 e 30.

Programação da Concha Acústica 2016:

Julho

Djavan – dias 23 e 24
Paralamas do Sucesso – dia 31

Agosto

Zeca Pagodinho – dia 6
Nando Reis – dia 7
Zé Ramalho – dia 12
Criolo – dia 14
Otto e Ifá Afrobeat – dia 20
Lulu Santos – dia 27
Beth Carvalho – dia 28

Setembro

A Cor do Som – dia 2
Emicida – dia 4
Teatro Mágico – dia 16

Outubro

Festival Rock Concha – dias 29 e 30

Novembro

Racionais MC’s

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

8 Comments

  1. Iury Batistta Reply

    A Concha voltou, para nossa alegria, com boas e esperadas atrações, mas com preço muito salgados. O mesmo ocorre com o Pelourinho, boas atrações e preços exorbitantes.

  2. rodrigo sputter Reply

    com todo respeito aos artistas e grandes artistas que irão se apresentar…nenhum me faria sair de casa pra ver…nem se fosse de graça…embora paralamas quando toca completo com naipes de metais tem coisas interessante…e racionais nunca ouvi ao vivo…mas pra mim, a reabertura não mudou meu panorama musical…ficarei no aguardo…aliás…embora a concha seja um lugar foda…só me lembro agora de um show legal que fui lá…dos dead billies…minto…dois legais…dois dos billies por sinal…um abrindo pro marky ramone…e um pro maurício manieri…vou ver se me lembro de algum..vi o ira uma vez tb…mas não pirei…foi legal…a maioria dos artistas que gosto…ou já morreram…ou se aposentaram…ou jamais tocaria aqui….aliás, no próprio Brasil vejo poucos shows de fora que me fazem querer sair daqui…lembro que o ultimo q me fez sair de salvador foi o do Cocksparrer…FODAÇO por sinal…mas jamais tocaria aqui não por falta de vontade dos artistas claro…mas acho foda a concha reabrir…falta lugares de médio porte pra rolar som em Salvador…

  3. Gracia de Carvalho Homfeldt Reply

    Rodrigo nao concordo com seu cometario e te garanto q essa programacao e uma das melhores dos ultimos tempos e nao se pode fazer programacoes so para publicos como vc acho q agrada publico de todos os tempos somos brasleiros vamos dar valor ao que e nosso sou fa de todos dessa programacao e estarei em Salvador com em Deus e aproveitando irei para os shows q eu puder com muito PRAZER

    .

    1. rodrigo sputter Reply

      Oxe…Público como eu não merece ter direito a opinar? ou não gostar?
      a minoria não tem voz?
      uau…por isso o mundo anda reacionário…
      hora nenhuma falei mal da programação, falei de meu gosto pessoal…e dead billies era uma banda local, das melhores da Bahia, Brasil, América Latina e do mundo…eu TOU sempre em shows de bandas e artistas locais… muitos bons pra caramba que nunca tocaram na concha e alguns tem carreira de mais de 10 anos…vc apoia a cena local??? vai em algum show de artistas locais?
      continua achando que grandes artistas tocarão, mas nenhum me faz SAIR MESMO De casa pra ver o show deles, pelo menos dessa lista na concha…

  4. Pingback: Segundo semestre movimentado com série de festivais pela Bahia » Para quem gosta de música sem preconceitos, numa visão a partir da Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log in