Para quem gosta de música sem preconceitos - el Cabong

Afrocidade estreia em trio elétrico no Carnaval de Salvador

Um dos nomes mais interessantes da música contemporânea da Bahia, o Afrocidade, finalmente, estreia em cima de um trio elétrico no Carnaval de Salvador. Grupo tem outras quatro datas durante a festa.

Na estrada desde 2011, é surpreendente que o Afrocidade ainda não tenha puxado um trio elétrico no Carnaval de Salvador. A estreia vai acontecer este ano, no Carnaval de 2020, sob a benção do festival Afropunk. A banda embarca no trio Navio Pirata, o mesmo usado pelo BaianaSystem, se apresentando no sábado, dia 22, a partir das 22h15, no circuito Barra-Ondina. A apresentação terá ainda diversos convidados especiais, como o rapper Mano Brown, a MC Cronista do Morro, Afro Jhow do Muzenza, além de Russo Passapusso e Roberto Barreto, do BaianaSystem.

Veja  também:
– O que não perder na programação do Carnaval de Salvador 2020.

Aya Bass confirmado no Carnaval de Salvador com apresentação única.
Carnaval 2020 tem mais ÀTTØØXXÁ e repeteco com Major Laser.
– Completando 50 anos de Carnaval, Luiz Caldas puxa trio sem cordas.

Mas não fica só nisso, o Afrocidade tem mais quatro apresentações durante a festa. Começa na sexta, dia 21, na Varanda Elétrica do camarote Expresso 2222, onde já tocaram em 2019. Domingo, segunda e terça-feira, o grupo se apresenta em palcos espalhados pelos bairros da cidade. Primeiro no palco Origens, no Espaço Cultural da Barroquinha, que será destinado para a cena artística negra alternativa e independente baiana. Na sequência, os shows são, respectivamente, na Liberdade e em Periperi.

Sonoridade

O Afrocidade é um dos nomes que tem ganhado mais projeção nacional, no rastro do sucesso de BaianaSystem e ÀttoxxÁ. Destaque da cena musical contemporânea baiana, a banda promove um encontro espontâneo de várias sonoridades. “No caso deles, seria algo como um meio termo entre Baiana e ÀttoxxÁ.

O pagodão, por exemplo, está bastante presente, especialmente na ênfase rítmica baseada em percussão e na presença dos bailarinos Guto Cabral e Deivite Marcel. Assim como o molejo do arrocha também integra a identidade musical da banda. Tudo isso, ganha outros temperos, quando reunidos num caldo de referências que passa também por música africana e jamaicana, especialmente dub, reggae, ragga e o afrobeat. Musicalidades distintas que trazem ainda o discurso com preocupações político-sociais, as letras baseadas em rimas e o modo de cantar vindos do rap.

Formado a partir de oficinas de percussão, no núcleo de Música na Cidade do Saber, em Camaçari, a é formada por José Macedo (voz), Eric Mazzone (bateria e direção musical), Rafael Lima (percussão), Fernanda Maia (percussão), Douglas Santos (percussão), Marley Lima (baixo), Sulivan Nunes (teclado) e Fal Silva (Guitarra).

PROGRAMAÇÃO AFROCIDADE CARNAVAL 2020

21.fev – Sexta-feira
Camarote Expresso 2222 (Barra) 20h

22.fev – Sábado
Circuito Barra-Ondina
Trio Afropunk – Afrocidade convida Mano Brown, Russo Passapusso e Roberto Barreto (BaianaSystem), a MC Cronista do Morro e Afro Jhow (Muzenza) – 22h

23.fev – Domingo
Palco Origens – 18h45

24.fev – Segunda-feira
Palco Liberdade – 21h

25.fev – Terça-feira
Palco Periperi – 00h

Tagged under:

,

2 Comentários

  1. Pingback: Os sucessos do Carnaval baiano que são versões e você nem sabia (pt 2) » Para quem gosta de música sem preconceitos

  2. Pingback: O Carnaval da Orkestra Rumpilezz em show marcante no Pelourinho » Para quem gosta de música sem preconceitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Log in